quinta-feira, 28 de junho de 2012

O Olho de Deus – O Avesso dos Retalhos terá transmissão ao vivo amanhã


Na sexta-feira do seu último fim de semana em cartaz, dia 29, 
o espetáculo poderá ser assistido no blog da peça

No último fim de semana de exibição da peça O Olho de Deus – O Avesso dos Retalhos, uma novidade para quem não pode ir ao Teatro Vila Velha: o espetáculo terá transmissão ao vivo amanhã (29), a partir das 20h, no blog da peça.


O espetáculo de Marcio Meirelles e texto de Sonia Robatto, com colaboração de Marcio, usa e abusa da tecnologia na sua composição utilizando, pela primeira vez, os dois espaços do Teatro Vila Velha com recursos tecnológicos que criam duas visões de um mesmo espetáculo. Assim como no teatro, quem acompanhar a transmissão pelo blog poderá escolher onde quer ver a peça, no Cabaré ou no Palco Principal.


A peça conta com o patrocínio da CHESF e Ministério da Cultura através da Lei Rouanet e pode ser assistida sexta-feira e sábado, às 20hs, e domingo às 18h, até dia 1º de julho, no Teatro Vila Velha.

Sobre - A ação central do espetáculo é conduzida por duas senhoras muito religiosas Sinhá e Dos Anjos (Sonia Robatto e Chica Carelli), que estão num mundo fantasioso. O irmão João (Fernando Fulco), companheiro de memórias delas, é um senhor que esconde uma forte preocupação social. A realidade é apresentada no confronto dos personagens Calu (Neyde Moura), uma mulher madura que toma conta de tudo e de todos, e Maria (Anita Bueno), mulher jovem, politicamente revoltada. A personagem Filú (Marisia Motta) representa os outros, a sociedade, os vizinhos, o disse-me-disse.


Todos os personagens, com exceção de Maria, esperam a volta de Riquião, um jovem da família que desapareceu, misteriosamente, há muitos anos. A família coloca em Riquião a resolução de todos os problemas dos parentes, da cidade e do mundo. “Essa peça tem me acompanhado ao longo da vida, escrevia e parava. As pessoas assistirão exatamente isso: minhas memórias e meu olhar sobre a Bahia”, explicou a autora Sônia Robatto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário