Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Teatro Vila Velha lamenta a morte da museóloga baiana Gilka Sant’Anna, tia do cantor e compositor Tom Zé

O mais tropicalistas dos tropicalistas, o cantor e compositor Tom Zé perdeu na última quinta-feira (27) a sua tia Gilka Sant’Anna, que foi responsável pela sua vinda de Irará para Salvador e grande incentivadora de sua carreira profissional. O artista, que junto a Caetano, Gilberto Gil, Gal Costa e Maria Bethânia, cantou na programação de inauguração do Teatro Vila Velha, em 1964, com o show “Nós, Por Exemplo”, sempre cita em entrevistas, com muita gratidão e carinho, a sua Tia Gilka.  “Foi ela quem me tirou de Irará, quando eu estava com uma loja e iria levar meus dias ali. E ela disse que eu não podia fazer isso, falou com minha irmã Margarida, porque a loja era em sociedade com Margarida. Então, minha irmã deu permissão, eu fechei a loja e fui pra Salvador… Eu já tinha cantado na televisão naquele programa Escada para o Sucesso, que eu cantei “Rampa para o Fracasso” [TV Itapoan]... Tinha a boate Clock, que o dono era amigo de minha Tia Gilka, e eu fazia shows quase que mensalmente l

Últimas postagens

A EFEMÉRIDADE DA MORTE DE UM PASSARINHO

Arte, Educação e Criatividade: O Caminho

Sobre um encontro de trabalho, empatia, alteridade e identidade

A arte e cultura como potentes transformadores sociais

Pé de feijão Arte e educação- depoimento

Arte e seus atravessamentos

Arte integrando o público infantojuvenil: mediações e vínculos no Projeto Pé de Feijão

ENTRELAÇAR MUNDOS: Uma questão do século XXI