quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Cabaré da RRRRRaça celebra 20 anos com diversas participações especiais

No último sábado, 12 de agosto, o Bando de Teatro Olodum lotou o Teatro Vila Velha para a reestreia do espetáculo Cabaré da RRRRRaça, que em agosto de 2017 celebra 20 anos de história. Símbolo do combate ao racismo através do teatro, a peça estreou em 8 de agosto de 1997, inaugurando o Cabaré dos Novos do Teatro Vila Velha e, desde então, foi vista por mais de 40 mil pessoas ao longo ao longo de 280 apresentações no Brasil, em Portugal e Angola. A noite de reestreia foi marcada pelas participações especiais das cantoras Larissa Luz, Nara Couto e Ana Mametto, dos cantores Dão, Mr. Armeng e MC Xarope e da banda do bloco afro Ilê Aiyê. A cada apresentação, ao longo do mês de agosto, um novo artista participa como convidado. 

Com direção de Marcio Meirelles, direção musical de Jarbas Bittencourt e coreografia de Zebrinha, a peça reúne no mesmo palco, nesta nova temporada, jovens atores formados pelo Bando e atores presentes desde a estreia, quando criaram os personagens originais. No palco, estão Cássia Valle, Elane Nascimento, Fábio Santana, Gerimías Mendes, Jamile Alves, Jorge Washington, Leno Sacramento, Merry Batista, Naira da Hora, Rejane Maia, Renan Motta, Sérgio Laurentino, Shirlei Sanjeva e Valdinéia Soriano. Cabaré da RRRRRaça fica em cartaz de sexta a sábado, até o dia 27 de agosto.

Veja fotos da estreia feitas por Diney Araújo:











Espetáculo dirigido por Marcio Meirelles estreia no Rio

Na última semana, dia 8 de agosto, estreou no Teatro SESC Copacabana, no Rio de Janeiro, o espetáculo "A História dos Ursos Panda", a partir de texto do dramaturgo romeno Matéi Visniec com direção de Marcio Meirelles, diretor artístico do Teatro Vila Velha. A peça tem no elenco a atriz brasiliense Mariana Nunes e o ator mineiro Alexandre David, de quem partiu o convite para o encenador baiano. Meirelles e Alexandre David têm em comum a admiração e a amizade com Visniec, que é um dos dramaturgos contemporâneos mais aclamados pela crítica internacional, e esteve presente na estreia. De Matéi Visniec, o Meirelles já montou no Teatro Vila Velha outros sete espetáculos teatrais, entre eles “Por que Hécuba”, “Espelho para Cegos” e “Cuidado com as Velhinhas Carentes e Solitárias”. A peça "A História dos Ursos Panda" permanece em cartaz no Rio até 21 de agosto, sempre às terças, quartas e quintas, 20h, no SESC Copacabana. 

Veja algumas fotos da noite da estreia, feitas por Dalton Valerio.





  Marieta Severo, Marcio Meirelles e Aderbal Freire Filho

Renata Sorrah e Marcio Meirelles

 Aderbal Freire Filho, Fernando Philbert, Marieta Severo, Marcio Abreu, Renata Sorrah, Alexandre David, Ary Coslov, Mariana Nunes, Marcio Meirelles e Malu Valle

Marcio Meirelles, Matéi Visniec, Mariana Nunes e Alexandre David

Alexandre David com Eduardo Moreira, Antônio Edson e Lydia del Picchia (Grupo Galpão)

Mariana Nunes, Renata Sorrah, Alexandre David, Ary Coslov e Marcio Abreu

Marcio Meirelles e Biza Vianna



quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Oficinas Livres abrem inscrições


Estão abertas as inscrições para as Oficinas Livres, que acontecem a partir do mês de setembro no Teatro Vila Velha. Nesta edição, são oferecidas as oficinas "Teatro para Iniciantes" com Zeca de Abreu, "Oficina de Teatro: da Improvisação ao Texto" com Chica Carelli, "Preparação do ator" com Bertho Filho, "Canto" com Marcelo Jardim e "Laboratório de arte de rua" com Vanda Cortez. As inscrições podem ser feitas na bilheteria do Teatro Vila Velha, de terça a sexta, das 15h às 18h, ou online através do link www.sympla.com.br/teatrovilavelha. Garanta sua vaga!



quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Bando de Teatro Olodum celebra 20 anos de CABARÉ DA RRRRRAÇA



O Bando de Teatro Olodum não cansa de surpreender o público com novidades artísticas. O empenho do grupo neste momento são as celebrações pelos 20 anos de estreia de um dos maiores sucessos do repertório da companhia: Cabaré da Rrrrraça, uma revista musical que antecipou nos palcos uma série de discussões sobre a conscientização e empoderamento da população negra.

A estreia da curta temporada de Cabaré da Rrrraça será no dia 12 de agosto, sábado, 20h, com a presença de artistas convidados a interpretarem as canções do espetáculo. Estarão no palco do Teatro Vila Velha as cantoras: Márcia Short, Larissa Luz, Nara Couto e Ana Mametto, os cantores Dão, Mr. Armeng e MC Xarope e a banda do bloco afro Ilê Aiyê. A peça fica em cartaz de sexta a sábado, até o dia 27 de agosto.

Ambientado à semelhança de um programa de auditório, em que os personagens atuam como apresentadores e também desfilam como se estivessem numa passarela, Cabaré da Rrrrraça expõe as mais diversas manifestações do racismo e da discriminação contra os negros no Brasil, desde as sutis até as mais ultrajantes. Em cena, o elenco formado por 14 atores e dois músicos dá voz aos personagens para contar, de forma direta à plateia, casos vividos por eles mesmos, assim como relatos de diversas pessoas que enfrentam o preconceito racial.

ELENCO - O público poderá também rever momentos marcantes destas duas décadas do espetáculo por meio de uma exposição fotográfica com registros das apresentações, coordenada por Cássia Valle, atriz do Bando que integra a montagem desde a estreia. Outros que continuam desde a montagem original são Vadinéia Soriano, Jorge Washington, Rejane Maia, Geremías Mendes, Merry Batista e Leno Sacramento. O elenco é reforçado por novos talentos do teatro baiano, a exemplo de Naira da Hora, Renan Motta e Shirlei Sanjeva, que estreiam em Cabaré da Rrraça após integrarem outras montagens do Bando de Teatro Olodum como Erê e Ó paí, ó.
Em 2017, O Bando de Teatro Olodum completa 27 anos de atividades interruptas, consolidando uma forma de fazer teatro com compromisso social e político.

Cabaré da Rrraça foi apresentado pela primeira vez em 08 de agosto de 1997, com direção de Márcio Meirelles, que também assina o texto da peça juntamente com o elenco do Bando de Teatro Olodum. Completam a direção de Cabaré os experientes Zebrinha, responsável pelas coreografias do espetáculo, e Jarbas Bittencourt, na direção musical e autoria de algumas das composições apresentadas ao vivo pelo elenco.

O espetáculo já foi visto por mais de 40 mil pessoas ao longo de seus 20 anos em cartaz, em mais de 280 apresentações em diversas cidades brasileiras, além de Portugal e Angola. A peça continua despertando interesse e discussões pela urgência das questões apresentadas e pela linguagem adotada pelo grupo, popular e direta, que leva o público ao riso e também à reflexão.

MÚSICA - A montagem também é fortemente marcada pela música, que passeia por diversos estilos – rap, axé, pop, afro - e cujas letras reforçam o discurso que se quer difundir em cena. Em todas as temporadas de apresentações, o Bando de Teatro Olodum recebe como convidados artistas comprometidos com o combate ao preconceito para cantar no encerramento do musical. Entre os nomes que já passaram pelo palco de Cabaré estão Lazzo Matumbi, Márcia Short, Margareth Menezes, Preta Gil, Juliana Ribeiro Tatau Mariene de Castro, Camila Pitanga, Afro Reggae, além dos atores Érico Brás e Lázaro Ramos, que antes de brilharem em produções da Rede Globo, integraram a peça.  

Compre seu ingresso antecipado no Ingresso Rápido (clique aqui)







SERVIÇO
Cabaré da RRRRaça – 20 anos
Texto: Márcio Meirelles e Bando de Teatro Olodum
Direção: Márcio Meirelles
Coreografia: Zebrinha
Direção Musical: Jarbas Bittencourt
De 12 a 27 de agosto de 2017
Sextas e sábados 20h e domingo 19h
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Teatro Vila Velha, Passeio Público - Campo Grande / Salvador – BA
Tel: 71.3083-4600 / www.teatrovilavelha.com.br

4ª edição do Brechó do Vila recolhe doações


O Teatro Vila Velha realiza em setembro a 4ª edição do Brechó do Vila e já recebe doações. O evento tem a proposta de arrecadar fundos para a manutenção do equipamento técnico do Teatro Vila Velha.
O bazar recebe uma diversidade de itens e doações feitas pelo público, entre livros, discos, roupas, acessórios e artigos de decoração.

Aqueles que desejarem fazer doações de produtos para o Brechó podem deixa-los em horário comercial, na portaria do teatro, ou entrar em contato com o Vila através do e-mail comunicacao@teatrovilavelha.com.br e do telefone (71) 30834600.

Cole com o Vila e contribua!

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Diretor teatral Marcio Meirelles estreia novo espetáculo no Rio

Mariana Nunes, Márcio Meirelles e Alexandre David - Foto Mena Quental

O diretor teatral Marcio Meirelles estreia no dia 8 de agosto, no Teatro SESC Copacabana, Rio de Janeiro, seu mais novo espetáculo. A peça A História dos Ursos Panda, escrita em 1998 pelo dramaturgo romeno Matéi Visniec, tem no elenco a atriz brasiliense Mariana Nunes e o ator mineiro Alexandre David, de quem partiu o convite para o encenador baiano. Meirelles e Alexandre David têm em comum a admiração e a amizade com Visniec, que é um dos dramaturgos contemporâneos mais aclamados pela crítica internacional, e já esteve no Brasil em duas ocasiões, quando assistiu a algumas montagens de Meirelles a partir de sua obra. De Matéi Visniec, o encenador baiano já montou no Brasil outros sete espetáculos teatrais, entre eles “Por que Hécuba”, “Espelho para Cegos” e “Cuidado com as Velhinhas Carentes e Solitárias”. A História dos Ursos Panda permanece em cartaz de 8 a 21 de agosto, sempre às 20h.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Oficina de Dança Afro abre vagas para agosto



A Oficina de Dança Afro com a professora, bailarina e pesquisadora Nildinha Fonseca tem inscrições abertas para o mês de agosto . As aulas acontecem às terças e quintas, das 17h às 18h30. O investimento mensal é de R$ 120 e as inscrições podem ser feitas no Teatro Vila Velha, de segunda a sexta, das 14h às 18h, até o início das aulas ou no horário das aulas.

Os participantes irão integrar uma turma em contato com os elementos da cultura de matriz africana e enfrentar um trabalho vigoroso, direcionado para a organização e o alinhamento postural, força muscular, resistência e condicionamento corporal. O curso é voltado para dançarinos, atores e modelos e iniciantes.

Nildinha Fonseca é professora e pesquisadora da Dança Afro Brasileira em todas as suas vertentes. Formada pela Universidade Federal da Bahia nos cursos de Licenciatura em Dança, é dançarina profissional, professora de dança afro, assistente de direção e coreografia, dançarina/solista e coordenadora do projeto Bale Jr. do Bale Folclórico da Bahia. É também professora da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia como técnica da dança afro e dança moderna e diretora do projeto Encontro dos Artistas.

EN(CRUZ)ILHADA faz sessão extra 5/08

Após quatro sessões que lotaram a sala João Augusto, o espetáculo "En(cruz)ilhada", monólogo do ator Leno Sacramento, integrante do Bando de Teatro Olodum, fará sessão extra no sábado 5/08, ás 19h, última chance de assistir o espetáculo nesta temporada. Compre seu ingresso antecipado na bilheteria do Vila ou no Ingresso Rápido.

Sinopse:

Assim que nascemos nossas cabeças são colocadas na mira de uma bala que segue nos matando lentamente: a morte social, a morte cultural, a morte financeira, a morte estética, a morte psicológica. A morte nos invade, nos extermina e nos põe em uma cruz de braços abertos. Ela nos deixa sem escolha, sem opção. Nos dilacera e nos abate pouco a pouco, nos levando a uma encruzilhada. No lugar onde se cruzam dois caminhos, também a morte se esbarra, nunca estaremos sozinhos.

Ficha Técnica:
-TEXTO E ATUAÇÃO: LENO SACRAMENTO
-DIREÇÃO:JUNIOR ROQUILDES
-TRILHAS GABRIEL FRANCO
- LIGHT DESIGN: MARCOS DEDE
- FIGURINO: AGAMENON DE ABREU