terça-feira, 31 de julho de 2007

Recordar é viver

ESPECIAL: VILA 43 ANOS


Terreno no Passeio Público - marco zero

Há 43 anos atrás, num período de grande rebuliço no Brasil, com movimentos culturais em meio ao deus-nos-acuda da ditadura militar, acontecia a inauguração do Teatro Vila Velha, em Salvador. Erguido pela Sociedade Teatro dos Novos, com apoio do Governo do Estado e ajuda dos baianos amantes das artes, brotou do suor dos jovens artistas que se empenharam em campanhas e apresentações para mobilizar a opinião pública a favor da construção de uma casa de espetáculos de estrutura profissional para abrigar produções politizadas e inovadoras.

Algumas montagens que marcaram época:


Othon Bastos integrando a Companhia Teatro dos Novos na montagem de
Huis Clos, texto absurdo e existencial de Jean-Paul Sartre


Teatro Livre da Bahia retorna da turnê pela América Latina e monta Gracias a la vida


Wilson Melo, na pele do defunto boêmio Quincas Berro D'Água


Elenco da peça O Noviço - vestido de padre, o Mário Gusmão,
ícone da luta pela negritude na Bahia

Junto com as mais de quatro décadas, acumularam-se feitos e histórias incríveis. Baianos ilustres têm na carreira a marca do Sol do Vila, como o cinematográfico e global Othon Bastos, os tropicalistas Gil, Caetano, Gal, Bethânia e Tom Zé, o versátil Lázaro Ramos, entre outros de semelhante talento, que não foram pescados pela "indústria" mas brilham intensamente aqui dentro.

O Vila está no centro do movimento, com mais de cem artistas e reunindo 'operários da cultura' de diversas ferramentas. Mecanismo articulador, referência para pesquisa e prática artística, para gestão cultural, aglutinador da pluralidade, organismo vivo de arte e informação.


Marcio Meirelles, João Silva (Maria Publicidade) e Daniela Mercury:
Revitalização na década de 90 - Festa da Cumieira, Projeto Novo Vila



O Vila que hoje encanta artistas e público:
o enorme e versátil palco construído na reforma.


43 anos de invenção e tenacidade, movido por braços, pernas, ventres e cabeças férteis de doce insanidade criativa. Emoção, trabalho e força na lida contra os dragões que ameaçam a fé que resiste em cada coração.


Os 40 anos do Vila são celebrados com dezenas de artistas em cena,
no espetáculo Auto-retrato aos 40 (2004)

43 anos de Vila, velho!

E hoje, quem segura a onda para tudo isso funcionar:
Colegiado gestor do Vila






Márcia Menezes, Chica Carelli, Gordo Neto, Jarbas Bittencourt, Gustavo Libório,
Cristina Castro, Débora Landim, Fábio Espírito Santo, Jeudy Aragão,
Marísia Motta e Vinício Oliveira Oliveira

6 comentários:

  1. Anônimo5/8/07 20:37

    Parabéns a essa galera que cuida do Vila, e o faz com muita competência.Sou fã incondicional do TVV.

    Laura.

    ResponderExcluir
  2. Cadê Mauricio Roque???

    ResponderExcluir
  3. esse menino último é gatinho...

    ResponderExcluir
  4. Anônimo5/9/07 23:44

    sou mais Gordo! ele ta lindo na foto!! e muito lindo psoalmente!!! (q isso?? os comments viraram ponto de assédio, cartas e declarações de amor?)

    tb... pq não?

    ResponderExcluir
  5. GALERA SUPERPODEROSA !!!!!! TÁ TODO MUNDO LINDDHOS !!!!! BEIJOS NA BOCA DE TODOS !!!!!!!

    SAUDADES!!!!!

    FRANKLIN

    ResponderExcluir