quarta-feira, 18 de julho de 2007

Novo figurante para a peça Guilda



Eclyse - um corpo híbrido
(foto: Folha Online)

Levando ao extremo a idéia de trabalhar com o conceito dos corpos híbridos, o coletivo Cruéis Tentadores acaba de contratar a zebra-égua Eclyse, importada de um zoológico da Alemanha, para participar das últimas apresentações do espetáculo Guilda, em cartaz às quartas e quintas até a próxima semana. *

Até lá o público pode conferir a performance irreverente e provocadora que rendeu ao performer Marcelo Sousa Brito, diretor do espetáculo, o Prêmio Braskem de Teatro na Categoria Revelação. Enquanto isso, o coletivo segue realizando atividades paralelas voltadas para reflexão e debate a respeito do corpo e da sexualidade entre o público GLBT. Uma delas é a finalização do videoclipe Maison Guilda, com direção de Gabriela Leite, que deve ainda este ano circular em mostras de vídeo independente. A outra é a apresentação da performance/show Guilda Maison, neste domingo (22/07), integrando o projeto Gamboa Nova, do Teatro Gamboa.

* Obviamente isso se trata de uma brincadeira. Os únicos híbridos em cena são os personagens concebidos por Marcelo e seus atores a partir do texto de Bertho Filho. Mas se você quer saber mais sobre este híbrido animal, leia a matéria publicada na Folha Online.

Um comentário:

  1. Hahhahahahahhahha..vc´s do Vila são muito criativos...Adorei....O que não falta é animal híbrido para se juntar a nossa Guilda...

    ResponderExcluir