sexta-feira, 24 de novembro de 2006

Apóie a Mídia Étnica

Após um ano de ações políticas e comunitárias para a inserção dos temas raciais nas discussões comunicacionais e na mídia, o Instituto Mídia Étnica promoverá um jantar de adesão intitulado: "Eu apóio a Mídia Étnica!".

O encontro acontecerá no dia 29 de novembro, a partir das 19h, no restaurante Casa da Dinha (Rio Vermelho), marcando o encerramento das celebrações pelo Mês da Consciência Negra.
O Jantar reunirá diretores, associados, conselheiros, parceiros e a comunidade em geral para apresentação das atividades desenvolvidas pelo Instituto durante este ano e os projetos futuros. Além do delicioso cardápio preparado por Dinha, uma das mais importantes cozinheiras da Bahia, o Jantar contará com exibição de vídeos, apresentações musicais, sorteio de brindes e comercialização de produtos com o tema "Eu apóio a Mídia Étnica", como forma de fortalecer o trabalho que vem sendo desenvolvido pelas(os) jovens que compõem o Instituto Mídia Étnica.

Local: Casa da Dinha (Rio Vermelho)
Data / horário: dia 29 de novembro, a partir das 19h.
Contribuições: a partir de R$ 50,00 e R$ 30,00 (estudantes)
Contato: 3322-4294 / 9121-4902 / 8873-7047
E-mail: midiaetnica@yahoo.com.br
End. do IME: Rua das Laranjeiras, n.º 14, 1º andar, Pelourinho

O Instituto Mídia Étnica

Para contribuir com a luta contra o racismo e pela inserção da população negra nos meios de comunicação foi criado, em 2005, o Instituto Mídia Étnica.

O Instituto é uma organização do movimento social, que tem o propósito realizar pesquisas e projetos sobre mídia e etnicidades, buscando assegurar os direitos da população negra no uso das ferramentas tecnológicas, com base no conceito da ?comunicação como direito humano?.

Com projetos comunitários, formação e capacitação nas áreas de comunicação, assessoramento a entidades negras, monitoramento da mídia, cobertura e visibilidade das ações do movimento negro e desenvolvimento de veículos étnicos, o Instituto Mídia Étnica tem se consolidado, ganhando o respeito da comunidade negra.

Entre as realizações, em um ano de existência, estão: Beijaço e Campanha Publicitária "Neste dia 12, Beije seu preto ou sua preta"; o Cyber-Aruá, projeto de inclusão digital e de cobertura do 20 de Novembro de 2005; Projeto "Nesta Copa Eu também sou África"; ações de mídia no Observatório da Discriminação Racial, durante o Carnaval 2006; disciplina Mídia e Etnicidades, na Faculdade de Comunicação da Ufba, em parceria com a direção da Facom / Ufba; festa Kizomba, além de debates, seminários, cursos de vídeo e assessoria de imprensa para importantes eventos como a II CIAD e o IV COPENE.

O Instituto Mídia Étnica é formado por jovens afrodescendentes, estudantes das diversas áreas da comunicação social, como jornalismo, publicidade, cinema, design, além de jornalistas e publicitárias(os) recém formados. São negros e negras que reúnem os conhecimentos acadêmicos aos valores apreendidos nas militâncias políticas, comunitária e estudantil, para trabalharem em prol da reparação nos meios de comunicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário