sexta-feira, 22 de julho de 2016

Companhia do Latão (SP) apresenta novo espetáculo "O Pão e a Pedra" em Salvador

Encenação combina realismo, fantasia e imaginário religioso no retrato de personagens fictícias ligadas à greve de 1979 no ABC. 



No dia 27 de julho estreia em Salvador "O Pão e a Pedra", o mais novo espetáculo da Companhia do Latão, após grande temporada em São Paulo e sessões em Belo Horizonte. O grupo realiza cinco apresentações no palco do Teatro Vila Velha, de 27 a 31 de julho, sempre as 19h. Na sexta-feira, 29 de julho, às 15h, o grupo realiza bate-papo aberto ao público sobre a trajetória da Companhia do Latão e sobre o trabalho "O Pão e a Pedra". A montagem acompanha as dificuldades de várias personagens do mundo trabalho durante a greve dos metalúrgicos de 1979 no ABC. Histórias de aprendizados políticos e de luta pela sobrevivência se desenvolvem em torno do caso central de uma mulher operária que se disfarça de homem para melhorar de vida, questionando a situação feminina num ambiente fabril.
 

Misturando elementos realistas, fantásticos e documentais, a encenação contrasta a prática política de uma greve histórica, cujas assembleias no Estádio da Vila Euclides contavam com mais de 70 mil trabalhadores, com expectativas ideológicas alimentadas pelo imaginário de três grupos: o novo sindicalismo, a Igreja progressista e o movimento estudantil de esquerda. Em meio à campanha salarial e ao enfrentamento da polícia, os operários de O Pão e a Pedra travam um embate com a própria vida coisificada.
 

Com direção de Sérgio de Carvalho, também responsável pela concepção do projeto e pelo roteiro final, a montagem é uma criação coletiva que contou com a colaboração de uma equipe de pesquisadores, entre os quais Julian Boal. A direção musical e a execução ao vivo estão a cargo de Lincoln Antonio, do grupo musical A Barca, que volta a colaborar com a Companhia do Latão depois de 15 anos. No elenco, 10 atores, entre os quais Helena Albergaria, Ney Piacentini, Rogério Bandeira.

Serviço

Temporada: 27 a 31 de julho, quarta a domingo, 19h
Bate-papo com o público sobre o Latão: 29 de julho, quinta-feira, 15h
Local: Teatro Vila Velha -
Av. Sete de Setembro, s/n – Passeio Público, Campo Grande, Salvador
Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia)
Duração: 2h50.
Intervalo: 15 min.
Ato I: 1h35.
Ato II: 1h.
Classificação indicativa: 16 anos


O PÃO E A PEDRA OBTEVE GRANDE REPERCUSSÃO CRÍTICA EM SUA PRIMEIRA TEMPORADA

O PÃO E A PEDRA, novo espetáculo da Companhia do Latão, estreou em São Paulo no dia 12 de maio, no Teatro da Universidade de São Paulo. Realizou uma primeira temporada de 32 apresentações, de quinta a domingo, com todas as sessões lotadas. A enorme repercussão crítica do espetáculo pode ser medida pelo fato de ter sido discutida também na seção de política de publicações como Folha de S. Paulo (onde recebeu chamada de primeira página) e Carta Capital.

Alguns textos – republicados no site www.companhiadolatao.com.br - dão uma ideia do teor dos debates:

“A estética não se verga à política, nem as certezas da sociologia suplantam a perplexidade da trupe. A vivacidade de O Pão e a Pedra vem da arte. (....) Como é assim só́ na arte, o espectador apoia o rosto no parapeito e, afundando como num sonho pesado, chora sem o saber.”

(Mário Sérgio Conti, Caderno Poder, Folha de S. Paulo, 31.05.2016)

“É ricamente contraditório e dramático (...), alternam-se harmoniosamente drama e comédia, trechos musicais e contendas políticas.”

(Nélson de Sá, Ilustrada, Folha de S. Paulo, avaliação: ótimo)

“O elenco da Companhia do Latão, como de costume, se lança numa atuação bastante apurada, cuja grande qualidade – em plena consonância com a proposta estética do espetáculo – é fazer uso das emoções vividas no palco. Deixam-se atravessar por afetos que, excedendo as marcas de suas próprias singularidades, destinam-se ao outro ao redor, isto é, à comunidade dos homens.”

(Wellington Andrade, Revista Cult, junho de 2016)

O PÃO E A PEDRA EXAMINA INFLUÊNCIA DA RELIGIOSIDADE NA POLÍTICA    
 

O Pão e a Pedra foi ensaiado nos primeiros meses de 2016. O ponto de partida da pesquisa, formulado dois anos antes, em continuidade com outros trabalhos autorais da Companhia do Latão, era o das relações contraditórias entre imaginário ideológico e situação produtiva - na experiência recente da vida no Brasil. Os primeiros contatos com a temática da religião cristã levou o grupo a recuos históricos: a influência da Teologia da Libertação e seu papel nos anos da ditadura militar na crítica da desigualdade social fez com que a pesquisa se aproximasse de outras questões, como a do "novo sindicalismo", que se desenvolve e ganha projeção nacional com as grandes greves do ABC que ocorreram nos anos de 1978, 1979 e 1980. Essa junção entre igreja e movimento de trabalhadores, tensionada pela pressão de setores intelectualizados de esquerda, se tornaria emblemática na luta pela democratização e mudaria as coordenadas da política de esquerda no país.

PROJETO RESULTA DO PATROCÍNIO DA PETROBRAS

O PÃO E A PEDRA é uma das principais realizações do projeto Companhia do Latão 2013-2016, contemplado no edital do Petrobras Cultural na linha de Manutenção de Grupos de Teatro. O patrocínio de três anos ao grupo permitiu inúmeras realizações: temporada de repertório, lançamento do livro, do CD e do filme ÓPERA DOS VIVOS, lançamento do CD Canções de Cena II e do DVD Experimentos Videográficos, além da manutenção de uma pesquisa teatral que agora se materializa em mais um novo espetáculo. O PÃO E A PEDRA vai realizar temporada de 32 apresentações em São Paulo, e circula por Salvador, Natal, Recife e Belo Horizonte, realizando ainda outra temporada no Rio de Janeiro.


SINOPSE: O PÃO E A PEDRA

DIREÇÃO E DRAMATURGIA: Sérgio de Carvalho. DIREÇÃO MUSICAL: Lincoln Antonio. ELENCO: Helena Albergaria, Ney Piacentini, Rogério Bandeira, Érika Rocha e outros. SINOPSE : Novo espetáculo da Companhia do Latão, acompanha várias personagens do mundo trabalho - em especial uma mulher operária que se disfarça de homem para melhorar de vida -  em meio à greve dos metalúrgicos de 1979 no ABC.


FICHA TÉCNICA COMPLETA

Elenco:  Beatriz Bittencourt / Beto Matos/ Érika Rocha/ Helena  Albergaria/
João Filho/ Ney Piacentini / Rogério Bandeira / Sol       Faganello / Thiago França
Direção Musical, composição e execução: Lincoln Antonio
Cenário e figurinos: Cassio Brasil
Iluminação: Melissa Guimarães e Silviane Ticher
Operação: Silviane Ticher
Cenotécnico: Valdeniro Pais
Dramaturgo assistente: Julian Boal
Colaboração na dramaturgia: Helena Albergaria
Registro videográfico: Natália Belasalma
Assistência de direção: Maria Lívia Nobre
Equipe de pesquisa: Julian Boal, Marcelo Berg, Maria Lívia Nobre, Natália Belasalma, Olívia Tamie, Sérgio de Carvalho.
Fotografias do cartaz: Cristiano Mascaro
Arte do programa e cartaz: Marcelo Berg
Assistência de produção: Olívia Tamie
Produção: João Pissarra
Dramaturgia e direção: Sérgio de Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário