terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Hilton Cobra é o novo presidente da Fundação Cultural Palmares


“Assumo a direção da Fundação Cultural Palmares amparado pela minha experiência de artista e militante. A Palmares tem que ser célere no que se refere à solução definitiva das certificações das comunidades quilombolas; dar firme atenção às comunidades tradicionais de matriz africana e criar um plano de trabalho que possibilite a proximidade dos produtores e artistas negros nas esferas do poder econômico brasileiro”.  Hilton Cobra

Foi publicada hoje (26), no Diário Oficial da União, a nomeação de José Hilton Santos Almeida,como o novo presidente da Fundação Cultural Palmares, a convite da ministra da Cultura, Marta Suplicy.Representante do movimento negro, das comunidades de matriz africana e da classe artística, Cobrinha como também é conhecido, substitui Eloi Ferreira de Araujo, que ocupava o cargo desde março de 2011.

Hilton Cobra possui 25 anos dedicados às expressões culturais e artísticas. Como gestor pela direção do Centro Cultural José Bonifácio, da Prefeitura do Rio de Janeiro, entre 1993 e 2000, criou e produziu projetos como: “Nossas Yabás”, “Projeto Griot”, “Zumbi Rio – 300 Anos”, “Kilunge – Feira do Livro Afro-brasileiro” e “Fazendo Arte”.

No currículo, também traz importantes trabalhos como as criações de “Olonadé – A cena negra brasileira”, mostra de discussões sobre o fazer teatral e a busca de uma tábua estética, a partir da perspectiva das culturas de matriz africana, e daCia dos Comuns, que em 2001 surgiu no Rio de Janeiro, a partir da necessidade de se ampliar a presença de Companhias de Teatro Negro Contemporâneo, no cenário cultural brasileiro. Com a Comuns montou: “A Roda do Mundo”, de 2001, “Candances – A Reconstrução do Fogo”, de 2003, “Bakulo” – os bem lembrados, de 2005, e “Silêncio”, de 2007. Em 2008, encarnou o personagem de Lima Barreto, Policarpo Quaresma, na montagem homônima dirigida por Luiz Marfuz, na Sala do Coro do Teatro Castro Alves, em Salvador.  No mesmo ano, ganhou o Prêmio de melhor ator (curta) no Festival de Cinema de Brasília. 

Em Salvador, a Cia dos Comuns e o Bando de Teatro Olodum promoveram o“Fórum Nacional de Performance Negra”, encontro nacional de representantes de grupos e companhias de teatro e dança, artistas, pesquisadores e acadêmicos negros, que teve o objetivo de discutir mecanismos de financiamentos para a produção artística afro-brasileira.

Esteve sempre envolvido com o universo das artes, da cultura e com a defesa da igualdade racial. Seu mais recente projeto é a criação do “AKOBEN”,um movimento de âmbito nacional da classe artística negra que reivindica uma política cultural honesta, inclusiva e verdadeiramente democrática, desenvolvido em 2012.

José Hilton Santos Almeida,  Hilton Cobra, ou Cobrinha é ator, diretor teatral e produtor cultural,nasceu em Feira de Santana, na Bahia, em 25 de maio de 1956, dia dedicado ao Continente Africano.

Daqui: http://www.palmares.gov.br/2013/02/hilton-cobra-e-o-novo-presidente-da-fundacao-cultural-palmares/

Nenhum comentário:

Postar um comentário