quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Noite de Blues no Teatro Vila Velha



Fabien Liquori


Ontem à noite, o blues deu o tom na Sala Principal do Teatro Vila Velha. Com concepção e direção de Ossimar Franco, o espetáculo cênico-musical Eu Sou o Blues... emocionou o público que lotou o teatro para acompanhar a apresentação. Oriundo das oficinas de canto-coral e violão da Fundação Pierre Verger, o musical nasceu de forma despretensiosa. “O espetáculo nasceu por acaso, dentro das oficinas. Claro que nós tínhamos o objetivo de apresentar o gênero para os jovens da comunidade, mas tudo foi acontecendo naturalmente”, revelou Ossimar, 38 anos.

Com repertório variado, que contava a história do blues, os artistas apresentaram clássicos do gênero como Hoochie Coochie Man, At Last, Boomerangue Blues, Bete Balanço e canções autorais como Eu Sou o Blues e O Tempo é Rei, O Céu é Blues . Unindo performances de dança, canto e teatro, o espetáculo surpreendeu pela criatividade e inovação. Um dos momentos mais bonitos foi quando os artistas tocaram Blues da Piedade, conhecida canção gravada por Cazuza, ocasião em que a teatralidade ficou ainda mais evidente.
Durante o espetáculo, cada ator personificava o blues, falando em primeira pessoa e exclamando frases poéticas. Na plateia, era fácil identificar pais, amigos e familiares olhando orgulhosos para os jovens que se apresentavam no palco. Jovens como a estudante Bruna Lima, de 15 anos, que integra o projeto formado por pessoas do Engenho Velho de Brotas e que ficou satisfeita ao término da apresentação. “Foi bom fazer parte do projeto. Conheci coisas diferentes, que completaram a minha vida. Amo blues e fiquei muito feliz. Todo mundo gostou! Isso enche a gente de alegria”, afirmou. Muita gente compartilhou da mesma opinião de Bruna, a exemplo da garçonete Leila Pinho, de 35 anos. “Achei maravilhoso! Nunca tinha assistido um espetáculo desse, falando sobre o blues”.

O show teve ainda a participação especial de Álvaro Assmar, precursor do blues na Bahia. “Fiquei tão feliz em participar do espetáculo. Foi muito gratificante pra mim”. Álvaro cantou Crazy for You, um clássico de seu repertório.

Texto: Raulino Júnior
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário