domingo, 14 de julho de 2013

Bando de Teatro Olodum, "Áfricas", intercâmbio e Universidade Livre de Teatro Vila Velha

Três integrantes do programa de formação em artes cênicas da Universidade Livre de Teatro Vila Velha estão no elenco do espetáculo infanto-juvenil "Áfricas", que está em cartaz aos sábados e domingos, 16h, até 28/07. São eles: Adriana Gabriela, Jean Pedro e Marcos Luiz. O estágio na montagem do Bando de Teatro Olodum é parte das atividades de extensão da Livre, que permite aos participantes o intercâmbio com grupos residentes, projetos, eventos e a troca de saberes com os diversos setores, nas áreas de produção, artística, comunicação, técnica, gerencial e operacional. 

(Da esq. para direita, Marcos Luiz, Adriana Gabriela e Jean Pedro) Foto: Cláudio Varela.

Conheça um pouco mais sobre eles: 

Adriana Gabriela

Começou a fazer teatro em 2010, no Espaço Aberto “Vánacontramão”, mas foi a partir de 2011, com as oficinas em dança e teatro no Espaço Cultural Pierre Verger que mergulhou, verdadeiramente, no universo teatral. Lá, sob a direção da Cia. Do Giro (RS), fez parte de “Sonhos” e “Pulso”. Já em 2012, em Porto Alegre, das montagens “Sacrafolia”, “The End: Rebobine” e da “Farra de Teatro”. Em 2013, após curso “A presença do ator” no LUME, integrou o “Cortejo Abre-Alas”. Atualmente, é uma das integrantes da Universidade Livre de Teatro Vila Velha.

Jean Pedro

Graduado em "Gestão em Logística" pela Unijorge; e Iluminotécnico  pela Escola de Artes Dramáticas IFBA, cursa atualmente Ciências Sociais, na UFBA. Como ator, atuou nos espetáculos: "O Mala nada na lama" ( Direção de Bertho Filho, grupo Ditirambos, 2011 ), "Quem tem um sonho não dança" ( Direção de Grasca Souto, 2011) - "Câncer" ( Direção de Bertho Filho, 2012), "Antes do Natal" (Direção de Nonato Freire). Em produção audiovisual, fez "Autocontradição Performativa" (Direção de Alan de Barros) , a microssérie "O Canto da Sereia" (TV Globo, 2012); e nos longa-metragens "João e Vandinha" (de Aurelio Grimaldi) e "Depois da chuva", de Claúdio Marques e Marília Hughes. 


Marcos Luiz

Estudante de Letras com Espanhol na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), integra hoje em dia a Universidade Livre de Teatro Vila Velha. 

Antes do Bando, atuou nas seguintes montagens e projetos:
grupo de dança "afro" de Castelo Branco;
- espetáculo "O Advogado", grupo Catavento;
- espetáculo "Meu nome é Brasil"  e " A cidade", grupo Dudú Ódara; 
Recital de Poesia Sarau de preto (Navio Negreiro) Castro Alves;
- espetáculo "ZEFERINA – A Rainha do Urubu";
- Oficina do grupo FINOS TRAPOS, criação de Personagem e Dança contemporânea.
- Oficina de poesia; 
- oficina de teatro do festival "A cena tá preta", no Teatro Vila Velha (Criação de personagens e dança africana).





Nenhum comentário:

Postar um comentário