segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Passeio Público ganhará bicicletário


Aproveitando a recente eliminação de vagas de estacionamento para automóveis no Passeio Público de Salvador, efetuada pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), alguns coletivos de Salvador resolveram implementar as primeiras ações de uma política cicloviária para este local.

Dia 18 de janeiro, sexta-feira, a Associação Psicólogos do Trânsito e Mobilidade Humana (PATRAMH) e o Coletivo Mobicidade farão a primeira contagem fotográfica de fluxo de bicicletas de Salvador. O ponto usado para observação será a entrada do Passeio Público que dá para a Avenida Sete de Setembro, ao lado do Bar Quintal, das 19h às 22h, horário que corresponde à demanda de mobilidade para os espetáculos do Teatro Vila Velha, que fica dentro do parque. A ação tem apoio do Conselho Regional de Psicologia, secção Bahia, através do Grupo de Estudos sobre Motorcracia e Carrodependência de sua pioneira Comissão de Mobilidade Humana e Transito.

No dia 19, sábado, pela manhã, serão implantados três paraciclos dentro do parque, próximos a entrada de serviço do Teatro Vila Velha, fornecendo um total de 6 vagas para bicicleta, demanda que este espaço cultural já apresenta cotidianamente. O bicicletário ficará em frente a um dos sofás de concreto do Passeio Público que, antes, não era acessível por ter sempre um automóvel estacionado na frente. Assim, este mobiliário urbano recupera e aumenta a possibilidade de usos pedestres da área.

A implantação dos paraciclos será em mutirão, e qualquer cidadão pode participar, basta comparecer. Foram convidados para este evento também o Movimento Desocupa, o Canteiros Coletivos e outras entidades que circulam em torno da Bicicletada (Massa Crítica) de Salvador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário