sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Novidades da casa - de 21 a 28/09


O Núcleo Supernova encerra neste fim de semana a temporada de "Drácula", espetáculo dirigido por Marcio Meirelles, baseado em um dos mais célebres romances de horror de todos os tempos: o homônimo Drácula, de Bram Stoker (1897), e marcado pelas interfaces entre o teatro, a tecnologia e as novas mídias. Na próxima semana, os atores Luisa Proserpio e Ciro Sales embarcam para o Rio de Janeiro e participam do Festival de Cinema do Rio. Os atores estão no elenco do filme "A Coleção Invisível", dirigido por Attal, inspirado no conto do escritor austríaco Stefan Zweig, e que concorre ao troféu Redentor. O filme conta a história de um jovem que herda um antiquário cheio de dívidas do pai, o que determina uma grande mudança em sua vida.

Roquildes Jr. conta, diretamente de São Paulo, o que anda acontecendo com A Outra Cia de Teatro: "Essa semana fomos até Campinas para finalizar a etapa paulista do projeto Travessias Poéticas, que trata-se de uma mostra de artistas brasileiros que têm trabalhos sobre a obra de Mia Couto. Lá fizemos duas sessões de Mar Me Quer na sede do LUME Teatro. Foi fantástico. As duas apresentações estavam lotadas e ainda tivemos na platéia a presença de Carlos Simioni, fundador do grupo. Além disso, seguimos com a temporada de Mar Me Quer, às sexta e sábados, às 21 horas, e Remendo Remendó, aos domingos, às 16 horas, dando seguimento a ocupação da FUNARTE SP. E também estamos a todo vapor com os preparativos do seminário Memorial Brasil de Artes Cênicas - Etapa Bahia, que acontece no dia 17 de outubro, em Salvador".

O Núcleo Viladança está na reta final da preparação d e "Muvuca", sua nova montagem, que tem estreia prevista para o dia 12 de outubro, aqui no Vila. Ontem foi o dia em que os intérpretes-criadores Bárbara Barbará, Leandro de Oliveira, Leonardo Muniz, Mariana Gottschalk e Sérgio Diaz ensaiaram "Muvuca" pela primeira vez no palco! Para criar a coreografia, a diretora Cristina Castro trabalhou com a elaboração de diferentes contos, ou seja, várias histórias curtas que buscam investigar o encontro e a conexão. São quadros que trabalham as emoções das cores e as fronteiras poéticas que revelam a identidade humana: azul, amarelo, vermelho, branco e preto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário