terça-feira, 27 de setembro de 2016

Teatro Vila Velha realiza 9ª edição do Vilerê, festival para crianças

Espetáculos de teatro, shows musicais, exposição, oficinas e lançamento de livro integram a programação, que ocupa o teatro por três semanas


 O show "Playgrude" vai agitar o Vilerê na quarta-feira,12, Dia das Crianças. Foto: divulgação

Entre os dias 8 e 22 de outubro, o Teatro Vila Velha realiza uma série de atividades voltadas para o público infantojuvenil na 9ª edição do Festival Vilerê, que volta a acontecer após um hiato de dois anos. Quatro espetáculos de teatro, dois shows musicais, além de oficinas, exposição, lançamento de livro e atividades lúdicas compõem a programação, que vai ocupar o Vila durante três finais de semana e ainda no feriado de 12 de outubro, data em que se comemora o dia das crianças com uma programação especial.

“É importante pensar o que é uma arte para a criança como parte de um programa de formação de plateia. Muita gente que gosta de fazer e assistir teatro, por exemplo, foi contaminada na infância porque se apaixonou por algum espetáculo”, comenta Marcio Meirelles, diretor artístico do Teatro Vila Velha, que lembra que o Vilerê surgiu em 2005 a partir de espetáculos infantis criados pelos próprios grupos residentes do teatro. De lá pra cá, o festival experimentou diversos formatos e, em 2016, convida diferentes artistas e grupos que têm se dedicado à produção de conteúdos para o público infantil na cidade. "Faltam em Salvador espaços para crianças terem outras referências além do shopping, deixar um pouco a televisão e as redes sociais... Nesse mês estamos nos dedicando a criar esse espaço para que elas possam experimentar outras coisas” complementa a atriz e diretora Chica Carelli, que coordena as oficinas do Vilerê, que oferecem experiências nas áreas de teatro, música, games, jardinagem e gastronomia.

A programação do Vilerê tem início com o show do grupo musical "Canela Fina" (8/10, sábado, 16h), que mistura canções autorais, músicas tradicionais e histórias, num espetáculo feito especialmente para os pequenos. A peça teatral "Paco e o Tempo" (9/10, domingo, 16h), do Coletivo Teatral Cooxia, com direção de Guilherme Hunder, dá continuidade ao festival trazendo reflexões sobre os mistérios, a relatividade e a efemeridade do tempo, de forma lúdica e atual.

O feriado do dia 12 de outubro, em que se comemora também o Dia das Crianças, é celebrado com uma grande festa a partir das 16h com o show "Playgrude". No palco,  a cantora Marcela Bellas, acompanhada de Isbela Trigo e Sulivã Bispo, apresenta conteúdos e sonoridades que dialogam com o universo e cotidiano das crianças, colocando os pequenos para pular, dançar e também cantar no momento Karaokê. Nesse mesmo dia, nos diferentes espaços do Vila, a criançada pode participar ainda do Camarim Criativo Lua Cheia, que faz intervenções criativas no visual - com tatuagens à base de água, sprays e acessórios para cabelos, dreads de lã e penteados, aplicações de strass coloridos, maquiagem, colares e máscaras -  e ainda tem a chance de ter as suas camisas transformadas em arte através de intervenções em grafite feitas na hora pelo grafiteiro e arte-educador Denissena.


  O espetáculo "Imagina Só... Uma Aventura do Fazer" é uma das atrações. Foto: João Meirelles

O Vila recebe ainda o espetáculo inédito "Em Busca da Ilha Desconhecida" (15/10, sábado, 16h), do Coletivo Duo, dirigido por Saulus Castro, que traz para os palcos uma adaptação de O Conto da Ilha Desconhecida, do aclamado escritor português José Saramago. Em seguida, é a vez de o público assistir à peça "Imagina Só... Uma Aventura do Fazer" (16/10, domingo, 16h), da Companhia Novos Novos, dirigida por Débora Landim, espetáculo que surgiu no Teatro Vila Velha e já encantou plateias ao longo de 15 anos de trajetória. No último fim de semana, o Vilerê apresenta "Para o Menino Bolha", de Paula Lice, espetáculo vencedor do Prêmio Braskem de Teatro 2015 na categoria melhor texto, que realiza três apresentações (22/10, sábado, 16h, e 23/10, domingo, 11h e 16h). Além da peça, será realizado o lançamento do livro "A Gilafa", de Paula Lice, no sábado, após o espetáculo.

No Vilerê acontece ainda a exposição "Rapunzel: Um Álbum para Colorir", de Marcio Meirelles, em exibição no foyer do teatro durante todo o festival, e uma série de oficinas curtas, com duração de um dia, voltadas ao público infantil. Entre as opções, está a oficina Receita Teatral (8/10, sábado, 9h às 12h), com Débora Landim, que estimula o "aprender brincando" através dos elementos do teatro; a Oficina de Cupcake (12/10, quarta-feira, 9h às 12h), com Marisia Motta, que ensina as crianças a fazer os famosos e deliciosos bolinhos de copo; a Oficina Jardinagem Criativa (15/10, sábado, 9h às 12h), também com Marisia, que dá as primeiras noções de jardinagem, ecologia, propondo a criação de paisagens em conjunto com as crianças; além da oficina Criação de Games (22/10, sábado, 9h às 12h), com Maurício Juliano, que vai ensinar, de forma prática, fundamentos de Game Design a jovens de 10 a 13 anos. No dia 22 de outubro, sábado, a partir das 14h, acontece ainda a Mostra de Jogos, que nada mais é que uma "Building Meeting" voltada para crianças, onde games em processo de desenvolvimento são jogados e avaliados. Na ocasião, serão apresentados jogos destinados ao público infantil, entre eles, o Gamebook Guardiões da Floresta.

A programação completa do Festival Vilerê está disponível no site www.teatrovilavelha.com.br. Descontos especiais são oferecidos na compra de dois ou três ingressos para espetáculos diferentes e também para pacotes de espetáculo e oficina, disponíveis apenas na bilheteria do teatro. Os ingressos também podem ser comprados individualmente pelo site www.ingressorapido.com.br.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO FESTIVAL VILERÊ

Pocket Show do Grupo Canela Fina (música)

8/10 // sábado // 16h // classificação indicativa: a partir de 03 meses
R$ 40 (inteira) e 20 (meia)
R$ 30 e 15 (na compra de ingressos para dois espetáculos diferentes na bilheteria)
R$ 20 e 10 (na compra de ingressos para três espetáculos diferentes na bilheteria)

O Grupo Canela Fina apresenta um Pocket Show indicado para crianças de todas as idades com canções tradicionais e canções autorais do grupo, que acaba de lançar o seu primeiro DVD. Criado em Salvador em 2010, Canela Fina é atualmente composto por Angelita Broock, Kamile Levek, Carla Suzart e Diogo Flórez. A principal proposta do grupo é proporcionar ao público infantil músicas com arranjos próprios e instrumentações variadas, aperfeiçoando a percepção e apreciação musicais das crianças. Passeando por diversos estilos e com temas do universo infantil, o show apresenta músicas compostas pelos integrantes do grupo ou amigos e também versões de canções de domínio público.
Paco e o Tempo (teatro)
Coletivo Teatral Cooxia
9/10 // domingo // 16h // classificação indicativa: livre
R$ 40 (inteira) e 20 (meia)
R$ 30 e 15 (na compra de ingressos para dois espetáculos diferentes na bilheteria)
R$ 20 e 10 (na compra de ingressos para três espetáculos diferentes na bilheteria)

Em cena, sete atores e cinco músicos transformam o texto da carioca Cecília Ripoll em realidade. Dirigido por Guilherme Hunder e embalado pela trilha sonora, executada ao vivo, de Ray Gouveia, o espetáculo infantojuvenil “Paco e o Tempo” busca, através de uma linguagem lúdica, narrar as aventuras de um menino que quer saber onde está o tempo. O tempo, sua relatividade, seus mistérios e a efemeridade, abordados no texto e na encenação, são metáforas para ilustrar a nossa atualidade. Mesmo direcionada ao público infantojuvenil, traz questionamentos comuns a todos os públicos, inclusive adulto. Em um ano de trajetória o espetáculo marcou presença em três festivais de teatro e foi indicado a três categorias no Prêmio Braskem de Teatro 2015, incluindo melhor espetáculo e melhor trilha sonora.

Show Playgrude (música)
Marcela Bellas, Isbela Trigo e Sulivã Bispo
12/10 // quarta-feira // 16h // classificação indicativa: livre
R$ 40 (inteira) e 20 (meia)
R$ 30 e 15 (na compra de ingressos para dois espetáculos diferentes na bilheteria)
R$ 20 e 10 (na compra de ingressos para três espetáculos diferentes na bilheteria)

No show do Playgrude, comandado pela cantora e compositora Marcela Bellas, que se apresenta acompanhada de Isbela Trigo e Sulivã Bispo, crianças de todas as idades podem cantar e dançar, experimentando a sensação de estar no palco no momento Karaokê! A proposta é levar ao público infantil conteúdos e sonoridades que dialoguem com o seu universo e cotidiano. Um espetáculo no qual, além de assistir, a criançada possa participar, fazendo a festa na platéia e no palco. No mesmo dia, nos diferentes espaços do Vila, a criançada pode participar ainda do Camarim Criativo Lua Cheia, que faz intervenções criativas no visual - com tatuagens à base de água, sprays e acessórios para cabelos, dreads de lã e penteados, aplicações de strass coloridos, maquiagem, colares e máscaras -  e ainda tem a chance de ter as suas camisas transformadas em arte através de intervenções em grafite feitas na hora pelo grafiteiro e arte-educador Denissena.

Em Busca da ilha desconhecida (teatro)

Coletivo Duo
15/10 // sábado // 16h / classificação indicativa: livre
R$ 40 (inteira) e 20 (meia)
R$ 30 e 15 (na compra de ingressos para dois espetáculos diferentes na bilheteria)
R$ 20 e 10 (na compra de ingressos para três espetáculos diferentes na bilheteria)

Um jovem bate às portas do rei para pedir-lhe um barco. Ele quer encontrar a ilha desconhecida! O Coletivo Duo apresenta seu segundo espetáculo, com encenação e adaptação por Saulus Castro a partir de O Conto da ilha desconhecida, de José Saramago. Um infanto-juvenil que acompanha a trajetória do Homem e da Mulher que ousam desafiar fortes correntezas para transformar seus sonhos em realidade. Espetáculo que navega nas referências e tradições da cultura popular e proporciona uma viagem na musicalidade e teatralidade ibérico-nordestinas.

Imagina só... Aventura do fazer (teatro)

Companhia de Teatro Novos Novos
16/10 // domingo // 16h // classificação indicativa: a partir de 2 anos
R$ 40 (inteira) e 20 (meia)
R$ 30 e 15 (na compra de ingressos para dois espetáculos diferentes na bilheteria)
R$ 20 e 10 (na compra de ingressos para três espetáculos diferentes na bilheteria)

“Imagina só...Aventura do fazer” é um espetáculo da Companhia de Teatro Novos Novos com texto de Edson Rodrigues, direção de Débora Landim e direção musical de Ray Gouveia. O argumento da história traz a relação com a peça "Seis personagens a procura de um autor", do dramaturgo Luigi Pirandello. Desse mote, levanta-se um universo no qual cabem fragmentos de crônicas de Carlos Drummond de Andrade, ideias nascidas a partir da leitura de tiras de jornais, discussões e pesquisas a respeito da construção da cultura infantil. Dentro desse contexto, nasceu a história de Eduardo, um menino que, em meio à noite, ganha um monte de amigos que fugiram dos livros em que trabalhavam. A partir daí, o quarto do Edu vira o lugar mais divertido do mundo, cheio de aventuras e novidades. Mas toda essa farra tem seu preço: o menino vai ter que fazer um livro no qual os seus amigos personagens poderão tratar dos assuntos que mais gostam e viver suas histórias preferidas.

Para o Menino-Bolha (teatro)

Pequena Sala de Ideias e Giro Produções Culturais
22/10 // sábado // 16h
23/10 // domingo // 11h e 16h
Classificação indicativa: livre
R$ 20 (inteira) e 10 (meia)

Com texto e direção de Paula Lice, Para o menino-bolha nos apresenta Maria da Graça e Pedro, duas crianças que não sabem muito como fazer amigos e que um dia se encontram através de uma história. Maria vive com a mãe, Alice, e junto com o tio, Ulisses, está tentando convencer as animadas tias Odisséia e Ilíada, que decidiram ir morar em um asilo que vive em festa, a voltarem para casa. Pedro também mora com sua mãe, Neusa. Não toma sol, não sabe andar de bicicleta e tem medo de sair de casa. Ele adora sonhos e tem uma vizinha, Dona Quel, que fala grave e cuida dele quando sua mãe demora de chegar em casa. Maria da Graça tem uma Girafa, com quem ela conversa e brinca. E é ela que sabe quem é, afinal, o menino-bolha. O espetáculo venceu o Prêmio Braskem de Teatro 2015 de Melhor Texto. Após a sessão do sábado, acontece o lançamento do livro "A Gilafa", de Paula Lice.

OFICINAS E ATIVIDADES
Receita Teatral - Oficina de teatro para crianças
Facilitadora: Débora Landim
08/10 // sábado // 9h às 12h
Faixa etária: 5 a 11 anos

R$ 50 (R$40 cada, na inscrição de duas crianças)

A Receita Teatral, oficina de teatro para crianças, possui como característica uma metodologia que privilegia a eficiência poética voltada para a qualidade do aprender brincando. Utilizando a experiência e imaginação de cada participante como ponto inicial do processo criativo, as atividades corporais, técnicas de interação e contação de narrativas apresentam e investigam a utilização de elementos necessários ao fazer teatro como cenário, figurino, texto, personagem, motivando a participação e a assimilação dos novos conhecimentos propostos através de estímulos lúdicos criativos que privilegiam a inspiração, a percepção flexível que temos na infância. A oficina é ministrada por Débora Landim, artista educadora, atriz, encenadora, psicopedagoga e Mestre em Artes Cênicas pela UFBA, coordenadora e Encenadora da Companhia Novos Novos, do Centro de Pesquisa Moinhos Giros de Arte e educadora da Hora da Criança.

Oficina de Cupcake
Facilitadora: Marísia Motta
12/10 // quarta-feira // 9h às 12h
Faixa etária: a partir de 7 anos

R$ 50 (R$40 cada, na inscrição de duas crianças)

A oficina aborda a história do Cupcake, os diferentes ingredientes e confeitos, as formas de preparo, e como fazer um cupcake com a sua marca. Passeia ainda por temas como "o que é um mise en place?" e pelas diferentes peças que compõem uma "brigada de cozinha".


Oficina de Jardinagem CriativaFacilitadora: Marísia Motta
15/10 // sábado //9h às 12h
Faixa etária: a partir de 7 anos

R$ 50 (R$40 cada, na inscrição de duas crianças)

A oficina aborda a história da jardinagem e a criação de jardins imaginários a partir de desenhos. São discutidas ainda a importância da jardinagem, o jardim no vaso, plantas suculentas, defensivos agrícolas x adubo natural e, por fim, "meu jardim no vaso".

Oficina de Games
22/10// sábado// 9h às 12h
Faixa etária: 10 a 13 anos
Facilitador: Maurício Juliano
R$ 50 (R$40 cada, na inscrição de duas crianças)

A oficina vai ensinar, de forma prática, fundamentos de Game Design. O que é um jogo? Por que eles são importantes? Também serão abordadas as regras, o que são e como elas definem jogos. Como exercício serão modificados jogos simples para deixá-los mais divertidos. Maurício Juliano é formado em design gráfico pela UNEB e Mestre em Game Design pela New York University.

ATIVIDADES

Mostra de Jogos

Bahia Indie Games Developers (BIND) e Centro de Pesquisa Comunidades Virtuais (CPCV)
22/10 // sábado // 15h // classificação indicativa: livre
gratuita

Building meetings são reuniões nas quais jogos em processo de desenvolvimento são jogados e avaliados. Nesta edição proposta ao Teatro Vila Velha, serão selecionados apenas jogos expressamente destinados ao público infantil e/ou com classificação indicativa livre. Entre eles, estará o Gamebook: Guardiões da Floresta, produto híbrido entre jogo e appbook produzido pelo CPCV-Uneb, que visa estimular, através de minigames as funções executivas de crianças de 8 a 12 anos, especialmente aquelas com indicação ou diagnóstico de TDAH.

Nenhum comentário:

Postar um comentário