terça-feira, 9 de agosto de 2016

Peça inédita sobre a questão palestina é apresentada em leitura dramática

Com autoria e direção do artista argentino radicado na Bahia Martin Domecq, "GAZA2018" reúne 15 atores no Teatro Vila Velha 


O assassinato de quatro crianças palestinas que jogavam bola numa praia de Gaza quando foram atingidas por dois mísseis israelenses. A partir desse fato real, acontecido em julho de 2014, o dramaturgo e diretor Martin Domecq escreveu e peça "GAZA2018". O texto inédito é apresentado a público na próxima segunda-feira, 15 de agosto, às 20h, no Teatro Vila Velha, em leitura dramática que reúne 15 artistas, entre grandes atores do teatro baiano. A bilheteria é doada pela equipe em apoio à manutenção do Vila Velha.


O texto narra a história de um grupo de quatro amigos sobreviventes desse massacre, que faz um pacto de buscar justiça para seus parceiros mortos. A peça percorre questões como a Nakba, a situação dos presos administrativos nas cadeias de Israel, as consequências do bloqueio econômico, as estratégias de resistências, os discursos propagandísticos da mídia hegemônica, o desespero e a esperança.


A leitura conta com a projeção de imagens de Gaza feitas pelo premiado fotógrafo e antropólogo baiano Rogerio Ferrari. O elenco da leitura é composto de grandes nomes do teatro baiano, como Zeca de Abreu, Bira Freitas, Sonia Leite, Franklin Albuquerque, Rafael Medrado, Saulus Castro, Vado Souza, Sacramento, Gilberto Reys, Mauricio Pedreira, Giovanna Severo, Claudio Varela, Luiz Buranga, Gilmar Reis, além da cantora e atriz Cris Vieira.


Serviço


GAZA2018 (Leitura dramática)
texto e direção: Martin Domecq
Data: 15 de agosto, segunda-feira, 20h
Local: Teatro Vila Velha - Av. Sete de Setembro,s/n, Passeio Público, Salvador
Ingressos: R$20 (inteira) e 10 (meia)
* o valor arrecadado será doado pela produção em apoio à manutenção do Vila

Nenhum comentário:

Postar um comentário