terça-feira, 16 de maio de 2017

Bando de Teatro Olodum realiza projeto Terças Pretas em maio

A quarta edição do projeto celebra a cultura negra com música, teatro e dança no Teatro Vila Velha

Nos dias 16, 17, 23 e 30 de maio acontece a quarta edição das “Terças Pretas”, projeto realizado pelo Bando de Teatro Olodum em parceria com o Teatro Vila Velha que reúne trabalhos de coletivos e artistas negros ou que reflitam sobre a identidade negra.  Esta edição do projeto conta com show da cantora Cris Pereira (Brasília), que apresenta o álbum inédito “Folião da Raça”, no dia 16/05 (19h) e 17/05 (20h); o solo de dança “Entre Linhas”, da coreógrafa Jaqueline Elesbão, no dia 23/05 (19h); e o espetáculo “Se Deus Fosse Preto”, monólogo do ator Sérgio Laurentino com direção de Jean Pedro, no dia 30/05 (19h).

Realizado de forma independente, o projeto surgiu como uma das ações de celebração dos 25 anos do Bando de Teatro Olodum, em 2015, e a partir da necessidade de um espaço para produções alternativas, locais e nacionais, que unisse diversas linguagens artísticas. “É também importante para o Bando não apenas estar em cena, mas trazer outros artistas e coletivos  e  ter os atores do grupo cada vez mais produzindo, escrevendo e dirigindo”, conta a atriz Valdinéia Soriano.

Nos dias 16 e 17/05 (terça, 19h, e, excepcionalmente, na quarta-feira, 20h), a cantora brasiliense Cris Pereira apresenta a turnê do seu álbum de estreia, “Folião de Raça”. Acompanhada dos músicos Lucas de Campos (violão e direção musical), José Cabrera (piano), Rodrigo Salgado (baixo) e Leander Motta (bateria e percussão geral), Cris mostra ao público um repertório que enlaça clássicos do samba e do samba-canção a elementos do jazz e da música afro-brasileira. Além das músicas do disco, a artista interpreta temas de Baden Powell, Paulo César Pinheiro, Candeia e Dorival Caymmi, entre outros. As apresentações contam a participação especial da cantora e compositora Juliana Ribeiro.

No dia 23/05 (terça, 19h), o solo “Entre Linhas”, interpretado por Jaqueline Elesbão, discute como temática central a violência contra a mulher. Ao longo do espetáculo, a coreógrafa expõe a violência de ordem psicológica, emocional e sexual,  denuncia o processo cultural de silenciamento do discurso feminino e inverte os papéis de vítima e algoz. O intenso e simbiótico trabalho de corpo alia-se a diversos elementos cênicos para compor uma partitura dramatúrgica com uma maior riqueza de detalhes e referências históricas (a máscara de flandres, usada pela lendária escrava Anastácia nas sessões de tortura pelo seu senhor; o sutiã, utensílio simbólico da liberdade feminina na década de 60; e o salto alto, símbolo de poder e independência da mulher na contemporaneidade, são alguns exemplos).

Marcando os 40 anos do ator Sergio Laurentino, o espetáculo “Se Deus Fosse Preto” em única apresentação no dia 30/05 (terça, 19h), percorre inúmeras reflexões sobre a vida, a fé, a humanidade. Com texto e atuação de Sergio Laurentino, que encena seu primeiro monólogo, a peça marca também a estreia do ator Jean Pedro como diretor.  O espetáculo tem como personagem central Lhutam Omí Imbó do Dendê -LHOID, homem negro preso injustamente pelo assassinato de sua filha e de sua esposa. Durante o tempo no cárcere, ele escreve textos que, após a sua morte, se revelarão como base para a criação de um novo paradigma mundial. Em pouco tempo, as ideias de LHOID ganham repercussão absurda e tornam-se a nova religião universal. Com elementos de ficção científica, o texto faz um percurso até os anos 3.000, revelando surpresas de um mundo que viu a queda das religiões vigentes e o surgimento de um novo messias.

PROGRAMAÇÃO - Terças Pretas - maio 2017

Cris Pereira - Turnê do álbum “Folião de Raça”
16 de maio | terça | 19h
17 de maio | quarta | 20h
R$ 20 (inteira) e 10 (meia)

Entre Linhas - Solo de Jaqueline Elesbão
23 de maio | terça | 19h
R$ 20 (inteira) e 10 (meia)

Se Deus Fosse Preto - Monólogo de Sergio Laurentino
30 de maio | terça | 19h
R$ 20 (inteira) e 10 (meia)

Local: Teatro Vila Velha - Av. Sete de Setembro, s/n, Passeio Público, Campo Grande, Salvador-BA - contato: 30834600 / www.teatrovilavelha.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário