quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Teatro Vila Velha abriga Manifesto da Árvore


O Manifesto da Árvore lança nesta sexta-feira, 8 de agosto, das 10h às 18h, no Teatro Vila Velha, o seminário Por Uma Nova Cultura da Árvore. Idealizado pela artista franco-gabonense Myriam Mihindou, que apresentará uma performance no local, o projeto tem o objetivo de ajudar as pessoas a reencontrar o contato com natureza. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no Escritório da Academia da Árvore, que fica na Feira de Arte Livre, na Feira de São Joaquim. Galpão Água de Meninos, Box 64.

Myriam desenvolve um trabalho com algumas culturas do Invisível e seus rituais (especialmente dos bwittino Gabão), e realiza performances de dimensão profilática. Ela foi incumbida de conceber um projeto específico para o lançamento do Manifesto da Árvore, acompanhando de perto as sessões de Despertar à Arvore, conduzidas pelo curandeiro francês Pierre Capelle.

O Manifesto da Árvore é uma proposta especialmente concebida para a 3ª Bienal da Bahia pela Academia da Árvore, o primeiro departamento do Museu do Invisível criado por Pascal Pique, com o lançamento do livro Sociomytho-logies de l’arbre (Sociomito-logias da árvore) de Pierre Capelle e Michel Boccara, final de 2013 no Palais de Tokyo em Paris, França.

A Academia da Árvore é decididamente voltada a artistas contemporâneos, sensíveis às diversas dimensões perceptivas e visionárias que podem entrar em jogo ao contato com as árvores, e que eles traduzem em suas obras.

Programação:

08/08 | sex | 10h às 18h
Cabaré dos Novos | Teatro Vila Velha
Entrada Gratuita

Nenhum comentário:

Postar um comentário