quinta-feira, 30 de maio de 2013

Bando de Teatro Olodum em nova temporada do espetáculo "Dô"

(clique na imagem para ampliá-la)
 
A convite do diretor teatral Marcio Meirelles, a mais recente montagem do grupo tem a preciosa direção do bailarino e coreógrafo japonês Tadashi Endo
 
 Quem não teve a oportunidade de assistir ao espetáculo "Dô" na primeira temporada, esta é a chance. De 31/05 a 09/06, o Bando retorna à sala principal do Teatro Vila Velha, nessa curtíssima temporada, sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 19h. No trabalho, o grupo se desafia explorando as possibilidades cênicas, corporais e narrativas do Butoh, sem perder de vista suas raízes nem sua identidade.
 “Dô” (2012), palavra japonesa que significa “movimento”, é uma criação conjunta do Bando com o mestre do butô Tadashi Endo, que aborda temas como ancestralidade, identidade e é um diálogo entre a contenção da arte japonesa e a explosão de energia afro-baiana. A ideia do espetáculo surgiu quando o coreógrafo japonês esteve em Salvador para o Festival Internacional Vivadança, em 2011. Ao assistir o espetáculo Cabaré da Rrrrraça, Endo ficou impressionado com a energia dos atores e externou sua curiosidade a Marcio Meirelles, diretor do Bando e do Teatro Vila Velha. A conversa resultou em um convite para que Endo descobrisse as raízes dessa “energia” trabalhando com o grupo, o que aceitou de imediato.
O projeto venceu o Edital Myrian Muniz de montagem da FUNARTE/2011. O espetáculo tem a coordenação de Chica Carelli e a direção musical de Jarbas Bitencourt. O elenco é formado por Ednaldo Muniz, Elane nascimento, Fábio Santana, Leno Sacramento, Ridson Reis, Sérgio Laurentino e Valdinéia Soriano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário