sexta-feira, 2 de maio de 2008

Lázaro Ramos participa do aniversário do Teatro Vila Velha


O ator Lázaro Ramos desembarca em Salvador nesta segunda-feira, 05, para participar, junto ao Bando de Teatro Olodum, das comemorações pelos 10 anos de re-inauguração do Teatro Vila Velha. Lázaro Ramos fez questão de estar presente nesta comemoração pela importância do Teatro Vila Velha em sua trajetória artística, desde que entrou para o Bando de Teatro Olodum em 1994, quando o teatro passava por uma intensa reforma, para abrigar, anos depois, o Bando e mais cinco companhias residentes. Em 1998, Lázaro integrou o elenco da montagem “Um tal de Dom Quixote”, espetáculo dirigido por Márcio Meirelles que celebrou a re-inauguração do Teatro Vila Velha, um marco cultural para a Bahia. Lázaro viveu o fiel escudeiro Sancho Pança, ao lado do veterano Carlos Petrovicth, sendo indicado ao Prêmio Copene (atual Braskem) de Melhor Ator Coadjuvante.

Em Salvador, Lázaro Ramos participará das leituras e ensaios que o Bando de Teatro Olodum vem fazendo para a adaptação do texto Ó Paí ó, sucesso do grupo, para uma série da TV Globo. Nesta quinta-feira, 1º de maio, o grupo começou os trabalhos com a diretora Olívia Guimarães, responsável pelo episódio Baí, baí Pelô. A idéia da emissora é que cada episódio tenha um diretor responsável, entre os nomes estão Monique Gardemberg, que dirigiu o filme Ó Paí ó, além de Olívia Guimarães, Carol Jabor e Mauro Lima. As situações e personagens da série serão extraídos das montagens: Essa é a Nossa Praia, Ó Pai ó e Bai, Bai, Pelô, que integram a Trilogia do Pelô, espetáculos nos quais o Bando de Teatro Olodum enfocou a realidade do Centro Histórico de Salvador e o drama vivido por seus moradores, antes, durante e depois da reforma do local, que se tornou um dos principais atrativos turísticos da capital baiana.

Enquanto produz os episódios da série, o Bando de Teatro Olodum oferece gratuitamente no Teatro Vila Velha a Oficina de Performance Negra, com aulas de interpretação, dança, canto e instrumento. Uma primeira mostra desta oficina poderá ser conferida nesta segunda-feira, 05, às 10h, através da aula aberta de dança do coreógrafo Zebrinha e de cenas das aulas de interpretação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário