terça-feira, 4 de agosto de 2015

Instalação multimídia marca a celebração de 51 anos do Teatro Vila Velha



Depoimentos coletados pelo projeto Eu, Por Exemplo foram projetados na fachada do Vila. Foto: Sora Maia


Na última sexta-feira, 31 de julho, o Teatro Vila Velha celebrou 51 anos de história com o encerramento do projeto Eu, Por Exemplo. Uma instalação multimídia projetou, na fachada do teatro, alguns dos 780 depoimentos coletados durante o mês de janeiro, nas ruas da cidade, através de cinco orelhões multimídia. O teatro ganhou vida com centenas de rostos e com uma diversidade de relatos que iam desde pessoas que vivenciaram o teatro em épocas como a ditadura; assistiram a espetáculos marcantes; passaram por alguma situação curiosa; ou até daqueles que visitavam o espaço pela primeira vez. 

O evento contou com a presença de artistas, funcionários, parceiros e, claro, do público do Teatro Vila Velha. Estiveram presentes o secretário da Cultura do estado, Jorge Portugal, o superintendente de promoção cultural da Secult, Alexandre Simões, o diretor de relações institucionais da Oi, José Ailton Lira, além de Aurecy Costa Leite, gerente de Atendimento e Articulação da Petrobras.

O idealizador do projeto Eu, Por Exemplo, Kau Rocha, deu as boas vindas ao público e convidou à frente o secretário da Cultura. Portugal declarou que a sua ligação com o Vila é antiga e relembrou projetos em que esteve presente como o espetáculo Oxente Gente, Cordel, nos anos 70. "Naquela época eu entrava sempre no Vila olhando para as cadeiras e pensando que este lugar era uma extensão da minha casa", brincou, referindo-se às primeiras cadeiras do teatro, que foram doadas por um cinema de Santo Amaro, sua terra natal.

Em seguida foi a vez de José Ailton Lira, diretor de relações institucionais da Oi, saudar o Vila pelos 51 anos. "Para o Oi Futuro é um orgulho muito grande estar aqui, nesta casa gloriosa para a vida cultural da Bahia, contribuindo para a cultura deste estado".

A coordenadora geral do teatro, Junia Leite, registrou a ausência do diretor artístico Marcio Meirelles, que não pôde participar do evento pois estava em viagem, e lembrou que este é um momento delicado e muito importante para o teatro, que busca apoio para a realização de reforma e manutenção.

Depois de lembrar do período de fundação do Vila pela Companhia Teatro dos Novos, em 1964, quando toda a cidade abraçou a causa e ajudou de diversas formas, a atriz fundadora Sonia Robatto agradeceu a presença de todos."Este teatro vai continuar vivo enquanto tivermos força, coragem e vontade", afirmou.

Em seguida, o público foi até o Cabaré dos Novos para assistir a um documentário que contou um pouco da história do Vila, através de depoimentos como o da diretora do Núcleo Viladança, Cristina Castro, da coordenadora do Bando de Teatro Olodum, Chica Carelli, além do ministro da Cultura Juca Ferreira e do prefeito de Salvador, ACM Neto. O filme mostrou ainda os bastidores de todo o processo de produção do projeto "Eu, Por Exemplo" - realizado pelo Teatro Vila Velha com o patrocínio da Oi e apoio cultural do Oi Futuro através do Fazcultura, mecanismo de patrocínio cultural das Secretarias de Cultura do Estado da Bahia e da Fazenda.

O Teatro Vila Velha é gerido pela Sol Movimento da Cena e, para sua manutenção, conta com o patrocínio da Petrobras e com o apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia através do Fundo de Cultura.

Veja, abaixo, alguns registros do evento feitos pela fotógrafa Sora Maia. O álbum completo está disponível aqui.

O depoimento da atriz e professora Meran Vargens, um dos 780 coletados nas ruas da cidade.


Sonia Robatto, atriz fundadora do Teatro Vila Velha


Jorge Portugal, secretário de Cultura da Bahia

 
José Ailton de Lira, diretor de relações institucionais da Oi, fala ao público do evento


 Kau Rocha, idealizador do projeto Eu, por Exemplo

 Junia Leite, coordenadora geral do Teatro Vila Velha

O video mapping foi assinado pelo VJ Caetano Britto 

A atriz e diretora Zeca de Abreu também deixou seu recado


O público teve mais uma chance de deixar a sua mensagem para o Vila no orelhão multimídia


Público assiste ao documentário que registrou o de criação do projeto

Público assiste ao documentário que registrou o de criação do projeto


Nenhum comentário:

Postar um comentário