sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Rio Grande do Norte ganhará teatro inspirado no Vila Velha

Foto divulgação
O Departamento de Artes da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) inaugurou a primeira parte da construção do novo departamento da Universidade. A estrutura do recém-inaugurado prédio amplifica as possibilidades acadêmicas dos cursos de Dança, Teatro, Artes Visuais e Design a partir de novos laboratórios, galeria de arte, salas de aula mais amplas e um teatro de uso misto para até 800 pessoas.


O Teatro
 Os responsáveis pela construção do teatro estiveram aqui no Vila para reuniões e avaliações da nossa estrutura. Eles seguirão o mesmo modelo de versatilidade no novo equipamento cultural da Universidade.

Com balcões laterais, a proposta é que o equipamento seja utilizado para experimentações, apresentações e eventos dos cursos regulares. “Não é um teatro convencional e seu projeto cenotécnico é complexo, por isso preferimos atrasar a inauguração a finalizar às pressas sem que atenda nossas necessidades”, disse o ator, diretor e professor Sávio Araújo, do curso de Teatro.

Da previsão total de investimento, ou R$ 4,5 milhões, o teatro de 1,2 mil metros quadrados irá consumir cerca de R$ 1,8 milhão para ser devidamente concluído. Projetado para ser utilizado em vários formatos (arena, semi-arena, palco frontal, auditório), o teatro tem capacidade de receber até 800 pessoas dependendo da configuração e o palco tem 14 por 14 metros.

“Estamos tendo um respaldo muito importante dos gestores, da Reitoria, que nos deram liberdade de parar a obra quando necessário para que possamos fazer ajustes. Inclusive contamos com a consultoria de um profissional especializado, responsável pela reforma cenotécnica do Teatro Vila Velha em Salvador – formato que inspirou este projeto”. Araújo ainda chama atenção para a necessidade de um tratamento acústico que evite interferência do trânsito da BR 101: “construir um teatro requer interação entre várias áreas, no caso arquitetura, engenharia e cenotécnica precisam estar em constante comunicação, do contrário iremos precisar de ajustes no final.”

Financiamento

Financiado com recursos do Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), em parceria com o Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA), o novo equipamento ultrapassa os 3,5 mil metros quadrados total de área construída e representa um investimento que bate na casa dos R$ 4,5 milhões – até agora foram aplicados R$ 2,7 milhões. O projeto foi concebido em 2008 e a construção iniciada em 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário