segunda-feira, 18 de abril de 2011

Gotham City na Bahia


A companhia Primeiro Ato, de Minas Gerais, se apresentou, pela segunda vez no Festival VIVADANÇA, no final de semana com o espetáculo “Isso Aqui Não é Gotham City”. Com casa cheia nos dois dias, a diretora artística Suely Machado disse estar muito feliz por participar de mais um ano do festival.

“O festival é uma realização importantíssima. Extremamente democrático, com o olhar aberto, com várias linguagens diferentes. É possível assistir espetáculos de grandes mestres e também de pesquisadores que estão começando agora”, disse. Suely também fez elogios a Cristina Castro, diretora artística e curadora geral do VIVADANÇA. “Ela tem uma enorme sensibilidade no olhar, em enxergar o festival e abri-lo para outros espaços”, afirmou.

Com recursos de teatro e mímica e inspirado no universo dos quadrinhos e dos desenhos animados, o espetáculo de dança “Isso Aqui Não é Gotham City” é um dos primeiros da companhia e tem 21 anos de criação. “A intenção é de entreter, divertir o público. A reação é sempre positiva”, conta Suely.

Também como parte da programação do VIVADANÇA, Suely ministrou a oficina “Criação do Gesto” na Escola de Dança da FUNCEB para cerca de 50 alunos. “A oficina foi ótima! Todos os bailarinos foram super abertos, tivemos uma boa receptividade”, conclui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário