quarta-feira, 7 de outubro de 2009

notícias de lá - Viagem do Bando


Enfim, domingo foi o último dia de espetáculo, com apresentações de Ó Paí, ó. Casa lotada todos os dias, mais de seis mil espectadores em seis apresentações. O Teatro Artur Azevedo é incrivelmente lindo e a receptividade do público foi maravilhosa. Todo nós estávamos muito ansiosos porque era um desejo antigo do Bando vir ao Maranhão.

Dando providência ao nosso projeto "Respeito aos mais velhos", ontem fomos conversar com Pai Euclides, responsável pelo Terreiro Fanti Ashanti - um homem muito sábio que ingressou no Candomblé em1944. Passamos a tarde inteira ouvindo histórias de gêges, nagôs e ashantis que chegaram em São Luis e fizeram a história dessa terra. Depois fomos ver o "Boi de seu Laurentino", num bairro periférico chamado Fé em Deus; um Boi de matraca, tradicional aqui do maranhão. Assitimos a morte do Boi e conhecemos o Barracão onde ficam guardadas as alegorias e instrumentos percussivos.

Hoje visitamos outro terreiro, o Camafeu de Oxóssi, da Yalorixá Maria 7 flexas. O único da linhagem Terecô no Brasil.Conversamos, entrevistamos e saimos maravilhados com sua religiosidade e sabedoria.

As oficinas começaram hoje com inscrições esgotadas. Por conta dos espetáculos, criou-se um interesse muito grande na dramaturgia do Bando, na dança, na música. A troca está sendo muito rica, pois a cultura negra aqui é efervecente. Jorge (Washington) disse que "é a viagem mais rica culturalmente que já fizemos; quero absorver tudo que puder..."

Chegaremos a Salvador bem em cima das apresentações de Áfricas no Vilerê, dias 17, 18. Estamos com uma boa expectativa para essas apresentações, por serem justamente no mês das crianças.

Ah! E também estamos muito felizes, satisfeitos, alegres, esfuziantes e comemoramos muito a indicação do seriado Ó Paí, ó para o prêmio Emmy. Maravilha!

Um abraço,

Auristela Sá
São Luís - 06/10/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário