sexta-feira, 14 de setembro de 2007

É hora de dizer 'tchau'



Queridos Vila Velhos,

Chega o momento de encerrar uma jornada para dar início a uma outra. Como "operária da cultura", vou em busca de novos rumos, levando o aprendizado que acumulei aqui ao longo dos últimos quatro anos (e um bocadinho mais) que passei no Núcleo de Comunicação do Vila. Cheguei aqui ainda verde, pouco mais que uma "foca", como dizemos no jargão jornalístico, e completei a minha formação aprendendo com vocês a desbravar esse mundo doido e cheio de desafios da comunicação, juntando forças na batalha da sobrevivência no cenário artístico.

Quatro anos num espaço dinâmico, vivo e livre como o Vila é uma vida inteira. A gente absorve um pedaço enorme de história e trava contato com tantas pessoas e situações que trazem lições que servem para lidar com praticamente tudo que vier pela frente. Antes de me fixar por aqui como parte deste organismo multifacetado e cheio de braços que é o Vila, passava pelas cadeiras da platéia, com os olhos brilhando de admiração. Obviamente, essa admiração cresceu quando cruzei a linha em direção aos bastidores e entrei em contato com esse exército do bem, formado por artistas e funcionários que fazem essa casa estar de pé, porque o Vila, muito mais que paredes de tijolos, é feito "de sangue, suor e poesia".

Me despeço da personagem que interpreto hoje com saudades antecipadas, mas com a certeza de que é para encarar outros papéis igualmente belos e importantes, quem sabe, aqui mesmo nesta história.

Um abraço forte em cada um de vocês e muita força nessa lida!

Juliana Protásio

2 comentários:

  1. Luiz Antônio Jr.14/9/07 11:39

    Ju...

    As saudades são imensas! O aprendizado enormemente gigante...

    Moça, saiba que você aprendeu e ensinou, e muito bem! Clareza, coesão, coerência... humor... atenção aos prazos... textos, fotos... muita coisa!

    Obrigado por tudo!

    Que este seu novo vôo seja de grandes alegrias... que você colha o que plantou por aqui.

    MERDA no seu novo caminho!

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho pra mim que essa decisão tinha que ser revista, submetida à aprovação em assembléia e votada em plebiscito. Eu votava contra.

    ResponderExcluir