terça-feira, 30 de abril de 2013

Universidade Livre de Teatro Vila Velha recebe o mestre Tadashi Endo

O artista ministrou um workshop de butô para os participantes da Livre na última segunda-feira


No dia em que se comemora o Dia Internacional da Dança, 29/04, a Livre mergulhou numa das expressões mais genuínas dessa arte: o butô. A convite do diretor teatral Marcio Meirelles, o bailarino e coreógrafo japonês Tadashi Endo dá continuidade a um intercâmbio que começou com as apresentações solos do artista, em 2010, na programação do VIVADANÇA Festival Internacional, e se expandiu com a montagem de “Dô”, do Bando de Teatro Olodum, em 2012, e agora com um workshop,  no qual os participantes experimentaram diversos procedimentos do butô, durante quatro horas, exercitando possibilidades corporais e gestuais, num trabalho em que se propõe o desapego de ideias de criação pré-concebidas, ações condicionadas ou mesmo de pressupostos teóricos. Um desafio instigante quando se trata de romper com tantas experiências já internalizadas, e quase que involuntariamente programadas, para a construção do trabalho do ator.  



Nascido em Pequim, Tadashi Endo circula pelo mundo levando a arte do butô para diversos espaços, festivais, grupos e artistas. Em 1989, encontrou Kazuo Ohno (1906-2010), um dos fundadores dessa dança, pela primeira vez, e ambos tiveram uma profunda afinidade intelectual. O artista também é diretor do Butoh-Center MAMU e do Butoh-Festivals MAMU em Göttingen, na Alemanha.


Durante todo o trabalho com a Universidade Livre, ele não perdia a perspectiva do mestre Kazuo  Ohno de que “todo mundo pode dançar butô, que talvez não seja butô japonês, mas todo mundo pode encontrar o seu próprio butô”. 

Saiba mais sobre a Livre na plataforma Corais

Nenhum comentário:

Postar um comentário