segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Festival “Guarda-Chuva de Memórias – Histórias Escritas pelo Corpo” reúne coreografias da Escola de Dança da FUNCEB aqui no Vila


As realizações coreográficas mais significativas da Escola de Dança FUNCEB dos últimos quatro anos vão estar na grade do festival Guarda-Chuva de Memórias – Histórias Escritas pelo Corpo. A grande mostra acontece aqui do Vila nos dias 6, 7 e 8 de dezembro (de hoje a quarta). No total são 54 criações, além de sessões de vídeos e performances.

A diretora da Escola de Dança da FUNCEB, Beth Rangel, que também dirige e é curadora do festival, diz que a diversidade estética é a marca do evento, que contabiliza 516 dançarinos, entre alunos e professores, na interpretação das coreografias. “A diversidade do estudo do corpo que orienta as práticas pedagógicas da Escola é o que vai ficar evidente no festival, através das mostras que traduzem o diálogo do contemporâneo com matrizes culturais afrobrasileiras e presentes nas danças populares regionais”, assegura Beth.

Espécie de inventário dos processos, cruzamentos e diálogos criativos, o Guarda-Chuva de Memórias abriga cenas produzidas por integrantes dos cursos oferecidos gratuitamente pela Escola. O público vai contar com um cardápio variado de obras, que inclui Dora, trabalho produzido pela Cia. de Dança Infanto-Juvenil da FUNCEB, inspirada no folguedo do maracatu; Gregoriano, coreografada por Mestre King e dançada por seus alunos; Almejo, espetáculo premiado criado por Robson Correia, diretor, coreógrafo e dançarino formado em 2008 pela Escola de Dança; bem como criações inéditas de seis jovens formandos do Curso de Educação Profissional Técnico de Nível Médio.

Saiba mais: http://verd.in/4r7

Nenhum comentário:

Postar um comentário