quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Festival Tangolomango: Intercâmbio cultural entre Brasil e Peru no Teatro Vila Velha



Entre 8 a 10 de setembro, diferentes grupos de teatro, música, dança e cultura popular de Salvador e Lima permutam experiências no Teatro Vila Velha. O resultado da troca é a construção de um espetáculo único, apresentado no dia 10, às 20h, na sala principal do Vila.

O desafio proposto pelo Festival Tangolomango - em sua 19a edição e pela segunda vez em Salvador - é que cada grupo participante compartilhe o que já tem construído, abrindo mão do seu trabalho inicial completo para se jogar numa nova proposta de troca de ideias e experiências. Para isso, é fundamental confiar na capacidade de produção do outro grupo, de modo que, juntos, pensem e criem um espetáculo completamente novo e de perfeito funcionamento.

O Festival Tangolomango nasceu em 2002, da vontade da idealizadora Marina Vieira de reunir grupos de diferentes linguagens para compartilhar suas experiências . A ela juntou-se o ator e diretor Ernesto Piccolo, que assina a direção artística do evento. Ao longo da sua história, o festival já conta com mais de quatro mil participantes e promoveu a troca de experiências entre trezentos diferentes grupos culturais. A cada ano, a produção busca contemplar uma cidade brasileira. Dada a riqueza cultural da capital baiana, neste ano será realizado pela segunda vez em Salvador, que recebeu sua primeira edição em 2007, quando o intercâmbio ainda era nacional. De lá para cá, o Tangolomango cresceu e em 2011 se tornou latino-americano.

Ao longo das 18 edições realizadas, o Festival passou por Fortaleza, Recife, Salvador, Rio de Janeiro. A partir de 2011, promoveu o diálogo entre o Rio de Janeiro e Buenos Aires (Argentina). Em 2012, criou espaços e troca de olhares e experiências entre Fortaleza e Bogotá (Colômbia). Em 2013, deu-se a experiência entre as cidades-irmãs São Paulo e Santiago (Chile).

Residência cultural em três etapas 


No primeiro momento, os grupos se conhecem, apresentam seus trabalhos e conhecem os dos outros participantes. Em um segundo, os grupos se unem, agregam experiências e discutem a criação de uma única produção. Ao final, como uma grande trupe, todos ao mesmo tempo constroem um espetáculo único, emocionante e inovador e o exibem para o público das cidades onde os eventos são realizados.

Da capital baiana participam a Cia Jovem de Dança da Funceb; a Cia Picolino de Circo; a Orquestra de Berimbaus Afinados, a banda de rock instrumental Retrofoguetes e a universidade LIVRE de teatro vila velha. De Lima virão o grupo de circo e dança Agárrate Catalina, a canção e a percussão de Negro Mendes e o grupo musical Samba Landó. 


08 e 09/09 | seg e ter: trabalho interno de residência
10/09 | qua | 20h: espetáculo aberto ao público
Ingressos: R$4 e 2

Nenhum comentário:

Postar um comentário