quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Espetáculo DQ2014 encerra a segunda edição do K Cena

Na segunda e terça-feira, os jovens atores da Companhia Novos Novos subiram ao palco do Teatro Vila Velha para apresentar o espetáculo DQ2014. A montagem foi resultado de três semanas de trabalho com o diretor inglês Graeme Pulleyn, através do projeto de intercâmbio entre Brasil, Cabo Verde e Portugal, o K Cena. 

O público, que lotou a sala principal do Vila nos dois dias de apresentação, observou atento à montagem que atualizou e aproximou da realidade soteropolitana o clássico Dom Quixote de la Mancha, do espanhol Miguel de Cervantes. 

Foto: Kau Rocha

“Achei a peça muito boa. Os atores estavam muito bem preparados, parecia que estavam ensaiando há muito tempo. Além disso, as adaptações feitas da história de Dom Quixote deram uma atualizada na obra. Isso foi muito legal”, conta a estudante Carolina Neves, que marcou presença na plateia.

Foto: Kau Rocha


“Estou satisfeito, com o sentimento de missão cumprida, tanto em relação ao processo quanto ao resultado. Os jovens corresponderam, trabalharam muito. E a gente chegou a um objeto artístico que tem uma identidade própria, tem integridade”, avalia o diretor Graeme Pulleyn. Ele volta a Portugal hoje mesmo e confessa a vontade de dar continuidade ao trabalho: “Evidentemente, agora o que eu gostaria mesmo era de aprofundar, trabalhar mais e ir mais longe, mas acho que o que nos apresentamos foi o nosso Dom Quixote, naquele momento”.

A segunda edição do K Cena se encerra no Vila com o espetáculo DQ2014, mas continua com a viagem de Marcio Meirelles, diretor artístico do Teatro Vila Velha, a Cabo Verde, e a ida do diretor cabo-verdense João Branco a Portugal, que acontecem ainda em 2014. Os dois encenadores também irão montar espetáculos com jovens atores locais, inspirados no clássico Dom Quixote de la Mancha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário