quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Cabaré da RRRRRaça: sucesso do Bando volta a cartaz no Vila

Cabaré da RRRRRaça JoaoMiletMeirelles2

Cabaré da RRRRRaça é um marco do teatro baiano e, até hoje, o maior sucesso de público do Bando de Teatro Olodum. O espetáculo que é referência da luta anti-racista na Bahia, estará em cartaz de 7 a 23 de fevereiro no Vila.

A curta temporada de Cabaré da RRRRRaça traz à tona, em pleno verão baiano, reflexões importantes sobre questões sociais e políticas com ironia e humor. A pré-estreia acontece no dia 7, às 20h, com a presença do Ilê Aiyê, e o espetáculo segue até o dia 23, aos sábados, 20h, e domingos, 19h.

Para o diretor do espetáculo, Márcio Meirelles, o Bando sempre foi uma universidade. Muitos elementos do projeto político de formacão dos atores do Bando de Teatro Olodum servem de referência à universidade LIVRE de teatro vila velha. “No Bando, o cerne principal é racial, na LIVRE, existem outros elementos em questão, mas é muito bom integrar as políticas que norteiam o Vila em busca de um teatro necessário”, explica Meirelles.

A trilha musical é assinada por Jarbas Bitencourt e a coreografia por Zebrinha. Já são tradição do Cabaré da RRRRRaça as aparições de músicos baianos interagindo com o espetáculo. Estão confirmadas as três primeiras atrações musicais, que são referencias da cultura afro-baiana: Ilê Aiyê, Olodum e Dão. Esse ano o Ilê completa 40 anos e o Olodum 35 anos, o que investe as apresentações deste fevereiro de 2014 de um caráter histórico. A trajetória da peça, em seus 17 anos de estrada, inclui turnês por todo o Brasil e em países como Portugal e Angola.

Na atual temporada, o Bando convidou as estilistas Mônica Anjos, Najara Black e Jamile Sodré para vestirem alguns personagens do espetáculo. Por outro lado, em função de vários atores da companhia estarem envolvidos em outras produções Brasil a fora, haverá a presença de novos talentos na peça, participantes da universidade LIVRE de teatro vila velha.

A peça mistura talk-show, música e desfile de moda e transita entre o bom humor e a crítica social. Questões relacionadas à identidade negra, liberdade religiosa, diferenças sociais entre as raças, alienação, preconceitos e sexualidade, permeiam a encenação.

“Cabaré é um espetáculo necessário por seu conteúdo anti-racista, é uma mistura de entretenimento e reflexão, porque o teatro tem que ter essa função”, defende o ator Jorge Washington.

CABARÉ DA RRRRRAÇA
Pré-estreia: 7/02 | sex | 20h | participação do Ilê Aiyê
Temporada: 8 a 23/02 | sab 20h | dom 19h

Sempre uma atração musical diferente a cada apresentação

Nenhum comentário:

Postar um comentário