quinta-feira, 17 de outubro de 2013

As Orações de Mansata, coprodução do Vila, estreia hoje em Portugal



Hoje estreia o espetáculo “As Orações de Mansata”, do guineense Abdulai Sila, em Coimbra, Portugal. A peça, dirigida por António Augusto Barros, é uma coprodução do Teatro Vila Velha com a Cena Lusófona, a Escola da Noite e a Companhia de Teatro de Braga. A montagem tem no elenco os atores Ridson Reis e Elane Nascimento, do Bando de Teatro Olodum. Os atores começaram a ensaiar o espetáculo em agosto, em São Tomé e Príncipe, junto a intérpretes de outros cinco países de língua portuguesa. Jarbas Bittencourt e Zebrinha completam o time do Vila no espetáculo, assinando a música e a coreografia do espetáculo, respectivamente.

“As Orações de Mansata” é o primeiro texto dramático impresso da literatura guineense. Inspirado em “Macbeth”, de Shakespeare, a peça faz um retrato da corrupção, da luta pelo poder e da violência extrema que caracterizam diversos regimes políticos em todo o mundo e têm marcado, de forma trágica, a realidade da Guiné-Bissau nas últimas décadas. A realidade de uma certa África contemporânea é retratada ainda retratada por meio das tensões entre as culturas ancestrais e o crescente impacto da globalização e das novas tecnologias.

Além de Ridson e Elane, estão no elenco três atores portugueses, um moçambicano e sete atores de Angola, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, selecionados a partir de três oficinas de interpretação realizadas nos respetivos países e dirigidas, respetivamente, pelos encenadores Rui Madeira (Portugal), Cándido Pazó (Galiza) e Marcio Meirelles, diretor artístico do Teatro Vila Velha.


Em 2014 o espetáculo vem até Salvador, para apresentação no Teatro Vila Velha, e passa ainda pela Galícia, por Guiné-Bissau e por Angola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário