domingo, 12 de junho de 2011

Fechando a conta e passando a régua

A Outra Companhia de Teatro terminou esta semana o projeto Outras Histórias, contemplado com o Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2010 - Circulação. Após ter passado por Recife e Natal no mês de maio, essa semana o grupo esteve em Fortaleza realizando as atividades do projeto.

Tudo na capital cearense foi muito bom!

A mesa de discussão sobre a história do teatro nordestino aconteceu no auditório da UFCE e contou com a presença de Lindolfo Amaral (do grupo Imbuaça - SE), os professores Raimundo Matos Leão (UFBA) e Otávio Cabral (UFAL), e Rogério Mesquita (do grupo Bagaceira - CE) e foi genial. Todos os participantes contribuíram com seus depoimentos, expressando suas pesquisas na área da história do teatro em seus respectivos estados, nos ajudando a compreender melhor o teatro nordestino.

Fizemos também duas apresentações de Mar Me Quer no SESC Iracema. Lindos espetáculos. Com tudo que o Mar Me Quer tem direito: diversão e muita emoção. A peça coube como uma luva no palco do SESC e foi muito bem aceita pelo público local.

Mas o projeto ainda nos reservava um bônus para fechar com chave de ouro. Nos últimos dois dias de estadia em Fortaleza conseguimos realizar um curto, mas importante encontro/intercâmbio com o Grupo Bagaceira (nossos amigos que nos acolheram no Ceará) e com o Grupo Teatro Máquina. A atividade aconteceu no espaço Casa da Eskina e foi genial poder trocar com outros grupos, conhecer outras dinâmicas de trabalho e fazer novos amigos.

Ao término do projeto o saldo foi super positivo. Aproveitamos então para agradecer a todos que nos ajudaram na sua realização: o Teatro Vila Velha e suas equipes, aos nossos amigos (Maria Carla, Hayaldo Copque e Elaine Adorno) que tanto nos ajudaram, aos pesquisadores (Raimundo Matos Leão, Leidson Ferraz, Otávio Cabral, Diógenes Maciel) e aos parceiros (Franscico Pellé e Grupo Harém, Marcelo Flecha e Pequena Companhia de Teatro, Fernando Yamamoto, Arlindo Bezerra e o Grupo Clowns de Shakespeare, Lindolfo Amaral e Grupo Imbuaça, e Rogério Mesquita e Grupo Bagaceira), além do SESC Pernambuco e SESC Ceará.

No entanto, o projeto acabou mas A Outra Companhia não pára. Seguimos em cartaz com Remendo-Remendó, todos os sábados e domingos às 16 horas e estão abertas as inscrições para sua próxima oficina de iniciação teatral. Então se você ainda não viu Remendo ou ainda não se inscreveu, não perca tempo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário