quarta-feira, 27 de abril de 2011

Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia em única apresentação no Teatro Vila Velha

Foto Tati Golsman

A Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia, primeira orquestra formada pelo NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), se apresenta pela primeira vez no Teatro Vila Velha. No repertório, a Suite Pássaro de Fogo, de Igor Stravinsky, e Fontes de Roma, de Ottorino Respighi, dentre outras.

O Diretor Fundador e Regente Titular da Orquestra é o pianista e maestro Ricardo Castro que, a convite da Secretaria de Cultura do Estado, implanta desde 2007 na Bahia um sistema de orquestras juvenis e infantis inspirado no aclamado "El Sistema" da Venezuela.

A Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia é a principal orquestra do NEOJIBA - Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia, um programa da Secretaria de Cultura do Governo da Bahia, criado em 2007 em Salavdor pelo pianista e maestro Ricardo Castro com o objetivo de promover a excelência e a integração social por meio da prática orquestras.

Inspirada no Sistema Nacional das Orquestras e Coros Juvenis e Infantis da Venezuela (FESNOJIV), o programa oferece uma rotina contínua e diária de estudos. A Juvenil da Bahia é composta por 100 integrantes de 12 a 25 anos de idade, realizou diversas apresentações no Brasil e exterior e recebe constante monitoria de regentes e solistas de renome internacional.

Em 2009, se apresentou no 40° Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, realizou sua primeira turnê nas principais capitais do Nordeste brasileiro, e em setembro participou de intercâmbio pedagógico com o El Sistema em Caracas, Venezuela. Em 2010, foi convidada como orquestra residente do V Festival de Música de Santa Catarina – FEMUSC, se apresentando também na turnê de divulgação do festival. Em julho de 2010 foi a primeira orquestra juvenil brasileira realizando concertos no Queen Elizabeth Hall de Londres e no Centro Cultural de Belém em Lisboa.

No retorno ao Brasil realizou uma turnê pelo Sudeste, incluindo apresentações na Sala São Paulo, em Belo Horizonte e encerrando com um concerto no 41° Festival Internacional de Inverno de Campos de Jordão, confirmando o sucesso do ano anterior. Em 2011 a Sinfônica Juvenil da Bahia tem, além de uma importante temporada de concertos no Teatro Castro Alves e apresentações em cidades do interior da Bahia, concertos agendados em prestigiadas salas de concerto, incluindo uma apresentação com o pianista Lang Lang no Royal Festival Hall de Londres, concertos na Konzerthalle em Berlin com Maria João Pires e no Victoria Hall de Genebra, e a esperada estreia na importante série de assinaturas do Mozarteum Brasileiro, com dois concertos na Sala São Paulo, tendo como solista o violinista Shlomo Mintz.

01/05 | dom | 19h
R$ 10 e 5 (meia)
Palco Principal

Nenhum comentário:

Postar um comentário