quarta-feira, 1 de julho de 2009

Pina Bausch

Morre, aos 68 anos, a bailarina e coreógrafa alemã Pina Bousch. Às vésperas do retorno ao Brasil para as apresentações de suas maiores obras, Café Müller e A sagração da primavera, marcadas para acontecer em setembro, no Teatro Alfa em São Paulo.

Pina Bausch é considerada a maior figura da dança expressionita alemã e também uma das principais coreógrafas contemporâneas.





"Pina Bausch revolucionou e o fez sem concessões. Tornou-se um ícone, uma referência para as artes, construindo de maneira ímpar seu movimento pela vida. A cada criação um universo se abria - feito especialmente pelas questões humanas. Cerzindo histórias, com grande maestria, provocava um raro movimento na dança, no qual palco e platéia se encontravam.

Fico feliz de ter conhecido, nesse curto tempo e pequeno espaço da vida, o trabalho de Pina Bausch."

Cristina Castro
Coreógrafa e diretora do Núcleo Viladança


Nenhum comentário:

Postar um comentário