quinta-feira, 17 de maio de 2007

Bando de Teatro Olodum em ritmo intenso


Foto: Márcio Lima

Este é último final de semana para o público conferir a montagem Ó Pai ó, peça do Bando de Teatro Olodum que deu origem ao filme de Monique Gardemberg e todo interesse nacional pelo cotidiano do Centro Histórico de Salvador e seus moradores. A peça está em cartaz no Teatro Vila Velha, sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h, até o dia 20 de maio.

E na próxima quarta-feira, dia 23, às 20h, no palco do Vila, terá uma apresentação especial da montagem Cabaré da Rrrrraça, a revista musical que aborda o preconceito racial com muito humor, dança e música. A peça levanta discussões bem humoradas sobre negritude, racismo e a participação do negro no mercado de consumo, através de personagens que já caíram no gosto popular como o "Patrocinado", o "Nego Fudido", a cantora "Flávia Carine" e o "Super Negão". O maior sucesso da trajetória do Bando, completa dez anos e recorde de público.

Enquanto colhe os elogios pelo sucesso de Ó Pai ó no palco e nas telas de cinema, o elenco do Bando ensaia a nova montagem da companhia, o infantil Áfricas, que será dirigido por Chica Carelli, com a colaboração de Fábio Espírito Santo, o diretor musical Jarbas Bittencourt e o coreógrafo Zebrinha. A peça narrará contos e mitos africanos com uma linguagem infantil, público carente de obras que enfoquem o referencial africano na formação cultural brasileira. A peça ainda não tem data de estréia, mas os ensaios estão em ritmo intenso com oficinas de instrumentos musicais, aulas de dança e leitura de textos.

Últimos dias de Ó Pai ó e apresentação especial de Cabaré da Raça do Bando de Teatro Olodum

Dias / Horários:
Ó Paí ó sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h, até o dia 20 de maio. Cabaré da Rrrrrrrrrrrrraça, dia 23 de maio, às 20h.
Ingresso: R$ 20 inteira e $10,00 meia

Nenhum comentário:

Postar um comentário