terça-feira, 3 de abril de 2012

Batalha de Break recebe, pela primeira vez, dançarinos de todo o Brasil


Foto João Milet Meirelles

Com  o objetivo de fortalecer as diversas linguagens artísticas que compõem o universo do hip hop, o VIVADANÇA Festival Internacional promove, há quatro anos, a mostra Hip Hop em Movimento. Nesta edição, além da já tradicional Batalha de Break que, este ano, será aberta para participantes de todo o Brasil, o destaque será também o show do rapper cearense Rapadura, no dia 7 de abril, às 19h, no palco principal do Teatro Vila Velha. A entrada é gratuita e a classificação livre.

A mostra conta ainda com uma série de atividades como as oficinas de break, grafite e DJ, feira com artigos de hip hop, jam session e a transmissão ao vivo do programa “Evolução Hip Hop” da rádio Educadora FM. “Estas atividades são importantes, pois fortalecem não apenas a dança, mas todas as expressões da arte urbana, ajudando a difundir a cultura hip hop no Brasil”, destaca o coordenador da Comunicação, Militância e Atitude – CMA Hip Hop, Dj Branco. Todas as atividades acontecerão nos dias 7 e 8 de abril, sábado e domingo, no Teatro Vila Velha, com acesso gratuito.

Batalha de Break
Ponto alto da mostra, a batalha reúne b.boy’s e b.girl’s numa disputa em duplas no formato 2×2 no estilo b.boy. As premiações em dinheiro somam R$ 4.500.00, sendo R$ 2.000.00 para o primeiro colocado, R$ 1.500.00 para o segundo e R$ 1.000.00 para o terceiro, além de troféus e medalhas. As inscrições já estão encerradas e 64 duplas de vários estados participarão da disputa. A eliminatória da Batalha de Break acontecerá no dia 5 de abril, quinta-feira, às 14h, com discotecagem dos Dj’s Bandido, Jarrão e Leandro, e a grande final será no dia 8 de abril, domingo, às 14h, sempre no Teatro Vila Velha.

Mesa-Redonda
No sábado 7, acontecerá também o lançamento da Revista Rap Nacional, único veículo impresso sobre a cultura hip hop no país, e a mesa-redonda com o tema Hip Hop: Comunicação e Desenvolvimento, que contará com a presença do diretor da publicação, Mandrake (SC), da coordenadora de projetos da Flores de Dan, Mia Lopes (BA), do diretor da Rádio Aperipe FM, Hot Black (SE), do rapper e ativista social, Rapadura (CE), e do  coordenador da CMA Hip Hop, Dj Branco (BA).

O evento é aberto ao público e terá início às 14, no Teatro Vila Velha.

Oficinas
Todas as expressões artísticas que compõem a cultura hip hop serão contempladas em quatro oficinas: a oficina de Dj, ministrada pelo Dj Môpa; a de graffiti, com Lee 27; a oficina de dança de rua, conduzida pelo b.boy Ananias; e a oficina de intercâmbio e criação artística, que será conduzida pelo alemão Storm, e que resultará numa instalação Site Specific, no dia 21 de abril, no Teatro do Goethe-Institut (ICBA). As inscrições são gratuitas e realizadas no site do festival.

Nenhum comentário:

Postar um comentário