quarta-feira, 6 de maio de 2009

Shirê Obá



Nos finais de semana de maio tem Shirê Obá - A festa do rei no Vila. Vamos contemplar a arte do inteiro do estado!

O Boletim Informativo de Oco Teatro Laboratório, fez uma refêrencia interessante. veja

SHIRÊ OBÁ – A FESTA DO REI. A Cia de Teatro Nata, comemora seus 10 anos com a apresentação de uma performance teatral em louvor aos orixás. No centro o ritual, os ‘espectadores’ atentos. Uma mãe de santo no canto da sala. É um espetáculo teatral? Ou uma ação que se renova em cada execução? Uma festa que fica perto do que a pesquisadora Ileana Dieguez denomina como Cenário Liminar? No final das contas todo teatro é um ritual, mas todo ritual é ‘teatro’? Há um sentido político em Shirê Obá-A Festa do rei? Qual é o limite do ritual? quando se converte em arte? Vale a pena conferir. (Esta curta observação não está relacionada com o que se pretende denominar como Etnocenologia) Teatro Vila Velha (Cabaré) 02 a 31 de maio, sábados e domingos 18:00 hortas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário