sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Juliana Ribeiro e Fernando Marinho convidam sanfoneira Lívia Mattos para o show “Na Batucada da Vida” neste domingo

Espetáculo em homenagem a Ary Barroso realiza última apresentação no Teatro Vila Velha

Livia Mattos participa da última apresentação do show "Na Batucada da Vida"

Depois de sessão lotada na última semana, o espetáculo "Na Batucada da Vida", de Juliana Ribeiro e Fernando Marinho, encerra temporada no Teatro Vila Velha neste domingo, 28 de fevereiro, às 19h. Para a apresentação, a dupla convidou a cantora e sanfoneira Lívia Mattos, uma das artistas mais interessantes da nova cena musical baiana, que tem chamado a atenção pelo diálogo da música com as artes circenses.

O show "Na Batucada da Vida" traz uma releitura contemporânea do cancioneiro do compositor Ary Barroso em voz, piano e percussão, com arranjos que trazem do samba urbano à salsa, passando pela sofrência em uma versão de arrocha. Elogiado pelo público, o espetáculo coloca Juliana Ribeiro pela primeira vez em uma interpretação no formato voz, piano e percussão, esta última executada por ela mesma.


Juliana Ribeiro canta acompanhada por Fernando Marinho ao piano. Foto: Sidney Rocharte

A direção artística de Fernando Marinho, que acompanha Juliana ao piano, ainda apresenta ao público esquetes teatrais bem humoradas recheadas de histórias curiosas, como a chegada de Ary Barroso a Salvador em 2 e dezembro de 1940. O fato foi tão impactante para a comunidade local que acabou virando Projeto de Lei e inspirando a criação do Dia Nacional do Samba, comemorado hoje em todo o Brasil.

No repertório estão canções como “Rancho Fundo” (1931), o teatro de revista “Boneca de Pixe” (1938), o bolero “Risque” (1952), marchinhas de carnaval, além das antológicas “Aquarela do Brasil” (1939) e “Sandália de Prata” (1941), que criaram o subgênero samba-exaltação.

Data: 28 de fevereiro, domingo, 19h
Local: Teatro Vila Velha. Av. Sete de Setembro, Passeio Público, S/N, Campo Grande
Valores: R$40 (inteira) e R$20 (meia)
Venda de Ingressos: através do site www.compreingressos.com ou na bilheteria do teatro (segunda a sexta, das 15h às 18h; sábados, das 18h às 20h; domingos, a partir das 17h)

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Teatro Vila Velha abre inscrições para Oficinas LIVRES

Experiências em teatro, dança, canto, pilates e audiovisual estão entre as opções
Oficina de Dança para a Terceira Idade. Foto: Eduardo Coutinho

Depois de mais uma edição de sucesso das Oficinas Vila Verão, o Teatro Vila Velha abre inscrições para as Oficinas LIVRES do Teatro Vila Velha. O projeto oferece, ao longo do ano, experiências em teatro, dança, canto, pilates e audiovisual a um público diverso, que vai de crianças à terceira idade. As aulas, em sua maioria com duração de três meses, tem início a partir de 8 de março. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas presencialmente no Teatro Vila Velha, de segunda a sexta-feira, das 15h às 18h.

Ao público infantil é dada uma atenção especial. São oferecidas as Oficinas de Teatro para Crianças, com Débora Landim (7 a 11 anos); Teatro para Adolescentes, com Bertho Filho (12 a 17 anos); Vídeo para Jovens, com Thiago Logasa (8 a 14 anos); e Canto para Crianças, com Marcelo Jardim (7 a 11 anos). "Pensamos em opções para os pais que procuram para os filhos atividades no turno vespertino. É possível que a criança faça, numa mesma tarde, as oficinas de canto e teatro, por exemplo", explica Chica Carelli, coordenadora do projeto, que oferece descontos para quem fizer essa opção, ou para quem escolher pagar à vista os três meses de oficinas.

Para o público adulto, há ainda as oficinas Teatro para Iniciantes, com Zeca de Abreu; O Corpo e a Cena, com Bertho Filho; Interpretação para Cinema, com Franklin Albuquerque; Canto, com Marcelo Jardim; Pilates, com Bárbara Barbará; Dança Afro, com Nildinha Fonseca; e Dança para a Terceira Idade, com Marcelo Galvão.

Para os interessados em uma formação em teatro mais aprofundada, estão abertas as inscrições para o processo seletivo da Universidade LIVRE do Teatro Vila Velha, programa de formação continuada em artes que completa em fevereiro três anos de atividades e 17 produções artísticas realizadas. Os candidatos participam de oficina com duração de três dias (8, 9 e 10 de março) e os selecionados seguem para uma oficina preparatória e classificatória, que acontece de 14 de março a 9 de abril. Na oficina de um mês, que tem supervisão de Marcio Meirelles, os integrantes terão contato com diversas áreas como interpretação (com Bertho Filho), voz e canto (Marcelo Jardim), percussão (Ridson Reis), dança (Marcelo Galvão) e yoga (Anita Bueno).

SERVIÇO:
Oficinas LIVRES do Teatro Vila Velha
Inscrições: de segunda a sexta, das 15h às 18h, no Teatro Vila Velha
Formas de pagamento: dinheiro, cheque e cartão (aceito a partir de 29/02)
Dúvidas/informações: www.teatrovilavelha.com.br ou pelo telefone (71) 30834600

LISTA DE OFICINAS:

Oficina da LIVRE
Supervisão: Marcio MirellesFacilitadores: Bertho Filho, Marcelo Jardim, Anita Bueno, Marcelo Galvão e Ridson Reis
Oficina de seleção: 8, 9 e 10/03, terça a quinta, das 9h às 13h  (Investimento: R$50)
Oficina preparatória: 14/03 a 09/04, segunda a sábado, das 9h às 13h (Investimento: R$400 com desconto dos R$50)


Teatro para Iniciantes
Facilitadora: Zeca de Abreu
Faixa Etária: a partir de 17 anos
Início: 12/03 | Duração: 3 meses
Período: sábados, das 10h às 12h
Investimento: 3 x R$ 250 (R$ 675 à vista)


O corpo e a cena
Facilitador: Bertho Filho
Faixa etária: a partir de 18 anos
Início: 12/03 | Duração: 3 meses
Período: sábados e domingos, das 15h às 18h
Investimento: 3 x R$ 250 (R$ 675 à vista)


Interpretação para Cinema
Facilitador: Franklin Albuquerque
Faixa etária: a partir de 18 anos
Início: 13/03 | Duração: 4 meses
Período: em dois domingos das 10h às 18h;
em dois domingos das 14h às 18h (carga horária mensal: 24h)
Investimento: 4 x R$300


Dança Afro
Facilitadora: Nildinha Fonseca
Faixa etária: a partir de 15 anos
Início: 14/03 | Duração: 3 meses
Período: segundas e quartas, das 13h às 14h30
Investimento: 3 x R$150 (R$405 à vista) ou R$25 (aula avulsa)

Dança para a Terceira Idade

Facilitador: Marcelo Galvão
Início: 15/03 | Duração: 3 meses
Período: terças e quintas, das 8h às 9h
Investimento: 3 x R$100 (R$270 à vista) ou R$20 (aula avulsa)


Pilates
Facilitadora: Bárbara Barbará
Faixa etária: a partir de 18 anos
Início: 15/03 | Duração: 3 meses
Período: terças e quinta, das 13h30 às 14h30
Investimento: 3 x R$100 (R$270 à vista) ou R$20 (aula avulsa)

Canto
Facilitador: Marcelo Jardim
Faixa etária: a partir de 14 anos
Início: 12/03 | Duração: 3 meses
Período: sábados, das 14h às 16h
Investimento: 3 x R$200 (R$540 à vista) ou R$70 (aula avulsa)


OFICINAS PARA CRIANÇAS:
Canto para Crianças
Facilitador: Marcelo Jardim

Faixa etária: 7 a 11 anos
Início: 18/03 | Duração: 3 meses
Período: sextas, das 14h às 15h
Investimento: 3 x R$100 (R$270 à vista) ou R$30 (aula avulsa)

Teatro para Crianças
Facilitadora: Débora Landim

Faixa etária: 7 a 11 anos
Início: 18/03 | Duração: 3 meses
Período: sextas, das 15h às 17h
Investimento: 3 x R$200 (R$540 à vista)


Teatro para Adolescentes
Faciltador: Bertho Filho
Faixa etária: 13 a 17 anos
Início: 15/03 | Duração: 3 meses
Período: terças e quintas, das 15h às 17h
Investimento: 3 x R$250 (R$675 à vista)


Oficina de Vídeo para Jovens
Facilitador: Thiago Logasa
Faixa etária: 8 a 14 anos
Início: 12/03 | Duração: 1 mês
Período: sábados, das 9h às 12h
Investimento: R$300

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Espetáculos "Através do Espelho..." e "7 contra Tebas" realizam últimas apresentações nesta semana

As peças, dirigidas por Marcio Meirelles, encerram temporada entre os dias 24 e 28 de fevereiro no Teatro Vila Velha. Após temporada, Universidade LIVRE do Teatro Vila Velha abre inscrições para nova turma.

"Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou", por Marcio Meirelles

Entre a próxima quarta-feira (24) e o sábado (27/02), estão as últimas chances para assistir aos espetáculos "Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou" (quarta e quinta, 20h) "7 contra Tebas" (sexta e sábado, 20h), que estrearam em 2016 dentro da 13ª edição do Amostrão Vila Verão. Dirigidas por Marcio Meirelles no âmbito da Universidade LIVRE do Teatro Vila Velha, as montagens levem à cena elencos numerosos, cujas interpretações transitam pela dança, canto e manipulação de instrumentos musicais diversos. Todas as sessões são acessíveis para cegos através do recurso da audiodescrição.

"Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou"
, clássico de Lewis Carroll escrito na sequência de "Aventuras de Alice no País das Maravilhas", narra as histórias da personagem que, movida pela curiosidade, decide atravessar o espelho da sala de sua casa e se depara com seres e acontecimentos inesperados. A encenação escolhe um grande tabuleiro de xadrez como cenário e metáfora, e destaca as descobertas que surgem quando Alice confronta-se com o seu crescimento e a sua sexualidade.

"7 contra Tebas", por João Milet Meirelles

Já a tragédia grega "7 Contra Tebas", escrita por Ésquilo e encenada em 467 a.C., mostra uma cidade sitiada, sob ameaças de invasão, e um governante que tenta a todo custo manter a ordem e a segurança da população. Criada há mais de 2.500 anos, a peça pouco se distancia de fatos e sentimentos recentes do cenário político nacional. Na trama, os herdeiros de Édipo, rei de Tebas, lutam pelo poder e provocam o desespero de virgens suplicantes, que cantam a voz da cidade. A montagem marca também a conclusão da primeira turma da Universidade LIVRE do Teatro Vila Velha, após três anos de trabalho e 17 produções teatrais realizadas.

Nova turma da Universidade LIVRE do Teatro Vila Velha

Logo após encerrar a temporada dos espetáculos, a Universidade LIVRE do Teatro Vila Velha abre seleção para novos participantes, que poderão integrar a próxima turma do projeto. Os candidatos participam de uma oficina com duração de três dias (8, 9 e 10 de março, das 9h às 13h) e os selecionados seguem para uma oficina preparatória e classificatória, que acontece de 14 de março a 9 de abril, de segunda a sábado, das 9h às 13h. Na oficina de um mês, que tem supervisão de Marcio Meirelles, os integrantes terão contato com diversas áreas como interpretação (com Bertho Filho), voz e canto (Marcelo Jardim), percussão (Ridson Reis), dança (Marcelo Galvão) e yoga (Anita Bueno). As inscrições já estão abertas e podem ser feitas presencialmente no Teatro Vila Velha, de segunda a sexta, das 15 às 18h, entre 22 de fevereiro e 8 de março. O investimento para a oficina de três dias é de R$50. O investimento para a oficina preparatória (apenas para os selecionados) é de R$400, com abatimento de R$50 referentes a oficina anterior.

SERVIÇO:

Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou
24 e 25 de fevereiro
quarta e quinta, 20h
R$ 30 (inteira) e 15 (meia)
classificação indicativa: 16 anos
sessões com audiodescrição

7 Contra Tebas
26 e 27 de fevereiro
sexta e sábado, 20h
R$ 30 (inteira) e 15 (meia)
classificação indicativa: 12 anos
sessões com audiodescrição

Seleção para Universidade LIVRE do Teatro Vila Velha

Inscrições: 22/02 a 08/03, segunda a sexta, das 15h às 18h
Oficina de seleção: 8, 9 e 10/03, das 9h às 13h (valor R$ 50)
Oficina preparatória: 14/03 a 09/04, de segunda a sábado, 9h às 13h

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Juliana Ribeiro e Fernando Marinho apresentam no Teatro Vila Velha o espetáculo “Na Batucada da Vida”

Com sessões nos dias 21 e 28 de fevereiro, o show faz uma homenagem divertida à obra do compositor Ary Barroso em voz piano e percussão

Juliana Ribeiro e Fernando Marinho interpretam Ary Barroso - Foto: Sidney Rocharte

Após duas temporadas de sucesso em Salvador, o espetáculo "Na Batucada da Vida", dos artistas Juliana Ribeiro e Fernando Marinho, chega ao Teatro Vila Velha para duas apresentações especiais nos dias 21 e 28 de fevereiro, domingos, às 19h. O show traz uma releitura contemporânea do cancioneiro do compositor Ary Barroso em voz, piano e percussão, com arranjos que trazem do samba urbano à salsa, passando pela sofrência em uma versão de arrocha. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro ou pela internet, através do site www.compreingressos.com.

Elogiado pelo público, o espetáculo coloca Juliana Ribeiro pela primeira vez em uma interpretação no formato voz, piano e percussão, esta última executada por ela mesma. “Montar um espetáculo piano e voz traz à tona a relação de Ary Barroso com este instrumento desde a sua tenra infância. Por mais que tocasse flauta, violão e percussão, suas composições nasceram da sua relação com o piano”, relembra ela. “Nossa ideia é reinterpretar a obra de Ary com base nas nossas vivências, no que a cidade nos oferece”, complementa.

No repertório estão canções como “Rancho Fundo” (1931), o teatro de revista “Boneca de Pixe” (1938), o bolero “Risque” (1952), marchinhas de carnaval, além das antológicas “Aquarela do Brasil” (1939) e “Sandália de Prata” (1941), que criaram o subgênero samba-exaltação.

A direção artística de Fernando Marinho, que acompanha Juliana ao piano, ainda apresenta ao público esquetes teatrais bem humoradas recheadas de histórias curiosas, como a chegada de Ary Barroso a Salvador em 2 e dezembro de 1940. O fato foi tão impactante para a comunidade local que acabou virando Projeto de Lei e inspirando a criação do Dia Nacional do Samba, comemorado hoje em todo o Brasil.

SERVIÇO

Show “Na Batucada da Vida”- Ary Barroso em voz, piano e percussão por Juliana Ribeiro e Fernando Marinho
Data: 21 e 28 de fevereiro, domingos, 19h
Local: Teatro Vila Velha. Av. Sete de Setembro, Passeio Público, S/N, Campo Grande
Valores: R$40 (inteira) e R$20 (meia)
Venda de Ingressos: através do site www.compreingressos.com ou na bilheteria do teatro (segunda a sexta, das 15h às 18h; sábados, das 18h às 20h; domingos, a partir das 17h)

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Espetáculos do Amostrão Vila Verão retornam aos palcos depois do carnaval

A partir de 12 de fevereiro, as montagens "7 contra Tebas" e "Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou" voltam a cartaz no Teatro Vila Velha

"Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou", foto por Marcio Meirelles

Depois de pausa para o carnaval, os espetáculos do Amostrão Vila Verão retornam ao palco do Teatro Vila Velha, permanecendo em cartaz durante todo o mês de fevereiro. A partir de 12 de fevereiro, a peça "7 contra Tebas", tragédia grega escrita por Ésquilo, volta à cena e permanece em exibição às sextas e sábados, 20h. No dia 17, é a vez de "Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou", versão teatral para o romance de Lewis Caroll, que permanece às quartas e quintas, 20h, até o fim do mês. Todos as apresentações são acessíveis para cegos através de audiodescrição.

Uma cidade sitiada, sob ameaças de invasão, e um governante que tenta a todo custo manter a ordem e a segurança da população. Esse é o mote da tragédia grega "7 Contra Tebas", escrita por Ésquilo e encenada em 467 a.C. A trama, criada há mais de 2.500 anos, pouco se distancia de fatos e sentimentos recentes do cenário político nacional e mundial. Na peça, os herdeiros de Édipo, rei de Tebas, lutam pelo poder e provocam o desespero de virgens suplicantes, que cantam a voz da cidade. Em cena, sob direção de Marcio Meirelles, estão os atores da primeira turma da Universidade LIVRE de Teatro Vila Velha, que encerra com este espetáculo a sua formação, depois de três anos de trabalho e mais de 15 produções teatrais realizadas.

"7 contra Tebas", foto por João Milet Meirelles

"Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou", clássico de Lewis Carroll escrito na sequência de "Aventuras de Alice no País das Maravilhas", narra as histórias da personagem que, movida pela curiosidade, decide atravessar o espelho da sala de sua casa e se depara com seres e acontecimentos inesperados. A encenação destaca as descobertas que surgem quando Alice confronta-se com o seu crescimento e a sua sexualidade. A montagem assume estética rock'n'roll, presente na trilha e efeitos sonoros, e encerra o primeiro ano de atividades da segunda turma da Universidade LIVRE - que já experimentou o palco nas peças do Projeto Matéi, em julho e agosto. A montagem também tem direção de Marcio Meirelles, que, em 1979, montou com o grupo Avelãz y Avestruz, versão teatral do primeiro livro sobre Alice escrito por Carroll.

Serviço:

7 Contra Tebas
12, 13, 19, 20, 26 e 27 de fevereiro
sextas e sábados, 20h
R$ 30 (inteira) e 15 (meia)
classificação indicativa: 12 anos
sessões com audiodescrição

Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou
17, 18, 24 e 25 de fevereiro
quartas e quintas, 20h
R$ 30 (inteira) e 15 (meia)
classificação indicativa: 16 anos
sessões com audiodescrição