quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Manutenção do Vila

Todo fim de ano é a mesma coisa. A gente dá uma pausa nas apresentações dos espetáculos para cuidar da casa. A equipe toda fica envolvida. 

Nada fica de fora. A equipe limpa os refletores, faz a manutenção dos equipamentos e uma outra turma chega pra cuidar do palco. É feita uma raspagem de 2 em 2 anos e depois aplica-se um óleo de linhaça pra finalizar. 



Tudo pra gente oferecer sempre um espaço completo!

Em 2012, vem pro Vila!

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Destaques de 2011

Cristina Castro


O IBahia vem divulgando uma série de listas com retrospectivas das ações que mais se destacaram na área cultural da Bahia. O Vila aparece, de alguma forma, em todas elas.
Nas artes cênicas destaque para o espetáculo do Núcleo Viladança "Da ponta da língua à ponta do pé". Dirigido por Cristina Castro, o espetáculo é direcionado ao público infanto-juvenil, mas pode e deve ser visto por todos. A lista traz ainda as apresentações dos espetáculos "One nine four seven" e "Tango a Deus", os dois foram apresentados no VIVADANÇA Festival Internacional. "Namíbia, não!", espetáculo que tem direção de Lázaro Ramos, foi apresentado aqui e "Pólvora e Poesia", direção de Fernando Guerreiro, será apresentado no Amostrão Vila Verão 2012.
Já na lista dos Festivais de Música, destaque para o Festival de Música Instrumental, que pela primeira vez aconteceu no Teatro Vila Velha.
E a lista das personalidades responsáveis por movimentar positivamente a cultura no Estado traz Cristina Castro, diretora do Núcleo Viladança e do VIVADANÇA Festival Internacional.



terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Promoção Oficinas Vila Verão 2012



O verão tá chegando e o Vila preparou uma programação intensa de oficinas! São ao todo 21 divididas em música, teatro, dança, pro corpo e audiovisuais que acontecerão nos meses de janeiro e fevereiro de 2012.  

Vamos sortear uma bolsa integral da Oficina de Condicionamento Vocal com o fonoaudiólogo, especialista em voz, Ivan Alexandre. A oficina visa capacitar os profissionais da voz, promovendo o condicionamento vocal com garantia de saúde, resistência, flexibilidade, versatilidade, qualidade e potencia da voz para atender as diversas demandas vocais profissionais, com máximo de rendimento e mínimo de esforço.

O sorteio será realizado no dia 22/12 (quinta), às 17h, último dia para fazer inscrições com 10% de desconto.

Para participar, é necessário ser seguidor do @TeatroVilaVelha no Twitter e dar RT (retweet) na seguinte mensagem:

Tem desconto até quinta nas Oficinas do Vila e vou ganhar uma bolsa para Condicionamento Vocal #OficinasVilaVerão2012  http://kingo.to/W8q

Sobre o RT:

- Vale qualquer tipo (copiando/colando, RT pelo botão, RT por comentário), desde que não modifiquem a mensagem e o link!

Regulamento:

1. A participação é voluntária e gratuita. Qualquer pessoa física residente no Brasil pode participar desde que tenha uma conta no Twitter e a mesma não seja protegida.

2. O participante deve ser seguidor do @TeatroVilaVelha e também deve dar RT (retweet) na mensagem com o link da promoção. (Não edite!)

3. O vencedor será escolhido por meio de sorteio realizado pelo Sorteie.me. E o resultado será anunciado no Twitter do Vila.

4. Divulgado o resultado, o vencedor será contactado via DM (Mensagem Direta) no Twitter. Caso não responda até as 11hs do dia 23/12 (quarta) perderá o prêmio.

Atenção: Em promoções anteriores, algumas pessoas têm dado RT na frase da promoção com o link errado. É imprescindível que para concorrer aos ingressos você dê RT na frase com o link correto.

Boa Sorte!

Oficinas Vila Verão 2012 com desconto até esta quinta

As inscrições para as Oficinas Vila Verão 2012 estão com 10% de desconto para quem se inscrever até o dia 22 de dezembro, das 10h às 19h, no foyer do Vila. Após esta data, o valor será integral, retornando as inscrições a partir de 02 de janeiro de 2012. Durante dois meses o Teatro Vila Velha vai oferecer 21 oficinas que tem valores de R$ 120 a R$ 280 e foram divididas por temas para melhor atender às demandas. São oficinas de teatro, para o corpo, de música e audiovisuais com profissionais que se destacam no mercado. Maurice Durozier, Chica Cerelli, Marcio Meirelles, Zebrinha, A Outra Cia de Teatro, AC Costa, Marcelo Jardim e Gal Sarkis são alguns dos nomes que estarão à frente das oficinas.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Último Encontro de Compositores do ano!

O evento musical reúne grandes artistas para sua última apresentação de 2011.

Encerrando o ano em grande estilo, o time fixo de compositores recebe nesta quinta dois convidados de peso! Lazzo Matumbi e Celo Costa se apresentam junto com Jarbas, Arnaldo, Manuela, Sandra, Ronei, Dão, Pietro, Thiago e Carlinhos num show que celebra a mais pura música popular brasileira, às 20h, no Cabaré dos Novos.

Com mais de 30 anos de carreira, Lazzo Matumbi é um dos ícones do reggae brasileiro. Iniciou a carreira como atração do ousado Ilê Aiyê e arrastou multidões de baianos e turistas seduzidos pela sua forma de cantar com a alma, dotada de swing, tal qual os cantores americanos de blues.

Celo Costa é cantor, instrumentista, compositor, ator e poeta. Formou-se em música pela Universidade Federal Bahia, enriquecendo, ainda mais, os conhecimentos adquiridos em sua trajetória artística. Hoje coleciona mais de 300 composições.

O Encontro
A configuração do espaço, que deixa os compositores espalhados pelo Cabaré dos Novos, permite uma integração entre público e artista e sempre traz algum convidado. Os artistas têm a liberdade de explicar a origem de suas composições, contar sobre suas estórias, amores perdidos, questionamentos sobre a vida e por aí vai.

O evento musical ganhou força, relevância e desdobramentos. Em janeiro e fevereiro todas as quintas foram ocupadas com o Encontro e como resposta o Vila teve casa cheia em todas as noites. A partir de maio, todas as quintas passaram a ser dedicadas a música e em julho e agosto apostamos no Vila do Rock, uma programação semanal que deu espaço para artistas da cena baiana. Uma turma de Feira de Santana viu, gostou e agora fazem o seu Encontro de Compositores uma vez por mês também. A partir de setembro foi a vez do Vila da Música trazer aos palcos do Vila artistas e bandas de todos os estilos, se tornando um espaço de celebração da música popular brasileira.
Confira a página especial do Facebook sobre o Encontro de Compositores:

Lista Amiga: basta enviar um e-mail para viladamusica@teatrovilavelha.com.br, colocando no assunto “Vila da Música”, com o nome completo, e assim, poderá pagar meia-entrada em todos os shows do mês! Só precisa mandar o nome uma vez, pois faremos uma única lista e o nome estará disponível em qualquer um dos shows. Os nomes serão aceitos até às 17h do dia de cada show.

15/12 | qui | 20h
R$ 20 e 10
Cabaré dos Novos

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Magary é sucesso!
















O Teatro Vila Velha serviu de palco para a gravação do primeiro DVD do cantor Magary Lorde, na noite deste sábado, 10. O Vila estava lotado e os presentes puderam conferir um repertório já consagrado pelo público. Composições de Magary como "Joelho", gravada pelo Araketu, "Circulou", por Saulo Fernandes, e "Pessoal Particular", interpretada por Seu Jorge, balançaram o show.
A festa também contou com a participação da cantora Margareth Menezes, que não resistiu ao ritmo e se entregou ao Black Semba. Larissa Luz, do Araketu, foi a segunda convidada do cantor e também caiu na dança.

Durante a gravação, a filha de Magary, Kalindy, subiu ao palco para cantar com o pai a canção "Estranho". Entre os convidados estavam os atores do Bando de Teatro Olodum.

Fotos: Uran Rodrigues/Divulgação

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Magary Lord grava DVD aqui no Vila neste sábado


Foto divulgação

No próximo sábado (10) o criador do Black Semba na Bahia e grande revelação musical, Magary Lord, vai gravar seu primeiro DVD no Teatro Vila Velha, ás 21h, em Salvador.

No repertório as músicas dos Cds anteriores do artista, “Magary Black SembaBahia” e “Escutando Magary”, além do sucesso “Circulou” da autoria de Magary Lord, FábioAlcântara e Leonardo Reis, e que já é uma das mais executadas nas rádios de todo o país, na interpretação da Banda Eva.

“Eu sempre tive um carinho enorme pelo Teatro Vila Velha, onde começaram as carreiras de grandes nomes da nossa música. Quando vi que havia a possibilidade de fazer esse registro nesse palco da maior importância, não pensei duas vezes. São quase 50 anos de história a serviço de todas as expressões artísticas da Bahia”. Diz Magary Lord sobre a escolha do espaço.

O show terá como participação especial a cantora Margareth Menezes, uma das grandes incentivadoras da carreira do artista baiano. Magary sobe no palco acompanhado dos músicos Fábio Alcântara(guitarra e direção musical), Codó Lima (violão), Gustavo Carybé (contrabaixo),Ted Santana (bateria) Marcos Paulo Copque e Binho Aranha (percussão), Tuka Ramos e Karine Rosselle (backing vocal) e as dançarinas Ágata Matos e Deise Gabriele.

Os ingressos custam R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00(meia)
Informações retiradas daqui

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Anistia de Marighella

Teatro Vila Velha lotado

Foi declarada a anistia política do comunista baiano Carlos Marighella na tarde de segunda-feira (5), no Teatro Vila Velha, em Salvador.

Se fosse vivo, o comunista assassinado pelo Regime Militar completaria cem anos hoje. Muito emocionada durante a cerimônia, a companheira de Marighella, Clara Charf, falou da importância da anistia para ela e a família. "Ele sempre deu a vida para mudar a situação do país. Acho que isso é um reconhecimento do povo baiano", disse.

O ex-deputado do Partido Comunista do Brasil e um dos principais opositores da ditadura militar brasileira, Carlos Marighella, é o homenageado da 53ª Caravana da Anistia, projeto do Ministério da Justiça. "É um testemunho de reconhecimento. Estamos muito felizes, honrados, por tudo o que nos dedicamos como familiares, é fruto de persistência", conta o filho, Carlos Augusto Marighella.

Atores do Bando de Teatro Olodum e d'A Outra Cia de Teatro

A apresentação contou com a participação de atores do Bando de Teatro Olodum e d'A Outra Cia de Teatro.


Veja mais aqui

Direto do Centro de Documentação e Memória: Auto do Nascimento

Espetáculo Auto do Nascimento

Em 1959, o Teatro dos Novos estreou o espetáculo “Auto do Nascimento”, uma adaptação feita por Sônia Robatto do texto “Della Nativitá”, escrito no séc. XIII por autor anônimo e um dos mais antigos exemplos de texto dramático. A peça teve direção de João Augusto e foi apresentada em cidades do interior da Bahia, como Itabuna, Ilhéus e Pojuca. Em seu elenco, contava com nomes como Othon Bastos, Mário Gadelha, Echio Reis, Carmem Bittencourt e a própria Sônia Robatto.

O Cartaz do espetáculo é a imagem de destaque na nossa divulgação de dezembro. Confira na agenda do Vila e no totem da Avenida Sete.

Teatro Vila Velha inaugura o Nós, Por Exemplo - Centro de Documentação e Memória

Foi inaugurado na manhã de hoje o "Nós, Por Exemplo - Centro de Documentação e Memória", que guarda um rico acervo do Vila em fotos, documentos, material gráfico e audiovisual, dos grupos e artistas que fazem parte da história do Teatro.

Estiveram presentes artistas, funcionários da casa, patrocinadores e amigos do Vila. O diretor artístico Marcio Meirelles, juntamente com Gina Leite, coordenadora geral do TVV, falaram sobre a importância desse projeto. Quem também esteve presente para falar sobre a implantação do acervo foi Vinicio Oliveira, um dos responsáveis pelo projeto e ex-diretor do Teatro, e Griselda Klüppel, coordenadora técnica do projeto. Ana Zalcbergas, representante da Caixa Cultural, falou sobre o patrocínio que o Vila recebeu da Caixa para montagem e informatização do arquivo documental e fotográfico.

O Nós, Por Exemplo guarda uma parte da história da cultura baiana e tem em seus arquivos um pouco da trajetória de artistas como João Augusto, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Martha Overbeck, Sônia Robatto, Maria Francisca (Tereza Sá), Maria Manuela, Wilson Mello, Lázaro Ramos, Carlos Petrovich, e outros.

Ana Zalcbergas, Gina Leite, Marcio Meirelles, Griselda Klüppel e Vinicio Oliveira



Sônia Robatto, Ana Zalcbergas e Marcio Meirelles

Marcio no Centro de Documentação e Memória "Nós, Por Exemplo"

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Resumo da programação - de 05/12 a 11/12

Espetáculo Flutuações

seg | Anistia Marighella | Caravana da Anistia | Ministério da Justiça | 05/12 | 15h | Gratuito | Sala Principal

ter e qua | Flutuações | Grupo Contadores de Estórias (RJ) | XI Mercado Cultural | 06 e 07/12 | 18 e 20h | R$ 10 e 5 | Sala Principal

qui | Manuela Rodrigues | Vila da Música | 08/12 | 20h | R$ 20 e 10 | Sala Principal

sáb e dom | Imagina só... Aventura do fazer | Teatro Infanto-Juvenil | Cia Novos Novos | 10 e 11/12 | 16h | R$ 20 e 10 | Sala Principal

Informações de bilheteria: (71) 3083-4600 (14 às 18 hs).

Acesse a programação completa: http://www.teatrovilavelha.com.br/programacao

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Encontro de Investigação Coreográfica (EIC) no Teatro Vila Velha

Começa hoje, às 20h, a 2ª edição do EIC - Encontro de Investigação Coreográfica composta por criações inéditas de cinco integrantes do Núcleo Viladança: Jorge Oliveira, Sérgio Diaz, Bárbara Barbará, Leandro de Oliveira e Janahina Cavalcante. As coreografias serão apresentadas todos os dias até o domingo (04/12) na Sala Principal do Teatro Vila Velha.

O EIC, idealizado pela diretora Cristina Castro e lançado em 2007, tem como objetivo central incentivar e produzir novas pesquisas coreográficas, aquecendo o mercado da dança contemporânea com uma nova safra de criações baianas. Na sua primeira edição, reuniu seis coreografias: “Xposições” (Sérgio Diaz), “O Mas no Entendido” (Leandro de Oliveira), “Esperar ou... Aguarde sua Vez” (Janahina Cavalcante), “Partida” e “Um Minuto para Não Pensar” (Bárbara Barbará) e “Despedidas.” (Ricardo Fagundes), e consolidou o projeto como referência de atividade dentro do próprio Núcleo Viladança.

O resultado final das pesquisas é apresentado em conjunto, em três noites de espetáculo, com obras de até 15 minutos de duração, entre elas solos, duos ou trabalho em grupo.

“Alice tem a ver com isso...” (Jorge Oliveira)
...um pedaço de grama com um iluminado específico.
Uma floresta de ruídos, cinco corpos produzindo imagens soltas e em uníssono. Um recorte na realidade... O 1° momento de acordar do sono! Momentâneo, passageiro, recortado. De quem assiste. A dança... 12 minutos e 08 segundos, a procura de algo?! O movimento! Alice tem a ver com isso...

“Vamos criar lagartas” (Janahina Cavalcante)

“O corpo é o lugar fantástico onde mora, adormecido, um universo inteiro.” Rubem Alves

A metamorfose de uma lagarta em borboleta é de exemplar riqueza poética e estética. A lagarta se arrasta sobre seu próprio abdômen, a borboleta voa livre, a lagarta se oculta, a borboleta domina o cenário com sua presença. A lagarta e a borboleta não têm opção. Uma não pode deixar de evoluir e a outra não pode regredir. No entanto, podemos eleger para si mesmo a fortuna da lagarta de tecer transformações e, desta maneira, compreender o sentido das mudanças da vida para conseguir exaltar a possível borboleta que existe em nós.

"De onde pra onde..." (Bárbara Barbará)

Inspirado na música de Arnaldo Antunes “No fundo” trata-se da posição na qual nos encontramos no espaço-tempo e a relação com os outros a partir desta. Os encontros e desencontros que se estabelecem; os caminhos que se traçam; as direções para a qual nos leva.

“O Tic Tac” (Sérgio Diaz)

A coreografia foi inspirada no poeminha “tic tac” de Millôr Fernandes, onde brincamos com os tempos das pessoas e seus movimentos universais. A figura feminina realça essa simbologia “Tempo". O tempo de acordar, de se conectar, de se duvidar, de se amar, de se gastar... Esse "TEMPO" muitas vezes atemporal, surreal está ai. Então vivamos os tempos, pois como já disse alguém: "O TEMPO É DE NINGUÉM".

“Web Cam 01 – sexo, som e imagem” (Leandro de Oliveira)
A relação se estabelece num espaço virtual, não mensurável, não tangível, que rompe com as denominações antigas de “dentro” e “fora”. Um estado paradoxal no qual estando dentro, seguro, em casa, se está também fora, receoso, num mundo frágil e desconhecido. Uma relação sem toque, sem cheiro, onde a imagem, o ângulo, o recorte definem a relação e o grau de intimidade. O desejo de mostrar-se em partes, com ou sem rosto, oculto ou camuflado num outro modo de interagir com o mundo. O corpo em pedaços, desfragmentado, recortado em lances de si mesmo. A cada fragmento uma expectativa, uma vontade que alarga o desejo e abre espaço para projetar e fantasiar. O encontro com alguém que não é ninguém, que pode ser sentido sendo mal visto mesmo que bem visto, sem ser tocado ou cheirado. Em “Web Cam 01 – sexo, som e imagem” mergulhamos nesse universo impregnado por um desejo oculto, que não cabe no mundo real, social, entendido, permitido e discutido.

02 a 04/12 | sex a dom | 20h
R$ 10 e 5
Sala Principal