quinta-feira, 31 de julho de 2008

VIVA O VILA!!!


O Teatro Vila Velha comemora hoje 44 anos de fundação!


O Teatro onde "é possível"!




Marco do Teatro Baiano
Resistente às diversas intempéries que enfrentou em toda a sua existência, o Vila permanece como um dos principais espaços de produção e difusão de cultura na Bahia. Fundado em 1964, ele logo se tornou uma referência ao pensamento e à criação artística do estado - paradigma que mantém até hoje.

Um patrimônio cultural onde ficou registrado o talento de grandes artistas locais, nacionais e internacionais que aqui fizeram história e iniciaram suas carreiras. Um palco cheio de lembranças, sonhos, conquistas e muito trabalho cuja missão continua sendo a de fomentar a arte comprometida com a reflexão e o respeito à diversidade.

Inovador nos seus projetos e na construção de seus espetáculos, consciente de seu lugar e papel na sociedade baiana e para a cultura do seu estado. E com os olhos sempre voltados para o mundo. Este aniversário deve, ao celebrar sua importância, lembrar que o estabelecimento do Vila constituiu, sobretudo, a materialização de um Teatro Baiano verdadeiro: pensado e vivido pelos artistas e pelo povo do Bahia.



Parabéns ao Teatro Vila Velha!

E muitos anos de vida!!!

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Gil fez a diferença


Gilberto Gil realmente fez a diferença no Ministério da Cultura. Das casas do poder executivo, esta talvez tenha sido a que mais revolucionou suas bases e métodos nos últimos anos. Espero que a escolha de seu sucessor seja a mais "natural" possível.

E fiquemos com o artista.


Gilberto Gil deixa o Ministério da Cultura
(notícia do site Ibahia.com - 30/07/2008 - 14h42m)


O ministro da Cultura, Gilberto Gil, confirmou nesta quarta-feira (30) que vai deixar o cargo. Ele se reúne durante a tarde com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Brasília, para discutir a data de sua saída, mas não quis antecipar em que momento isso ocorrerá nem se vai indicar seu sucessor. O anúncio foi feito, no Rio, durante a abertura de um seminário sobre direito autoral.

O ministro avaliou como positivo seu mandato, mas exaltou o trabalho de toda a equipe. Segundo ele, esse período foi “importantíssimo no Ministério da Cultura, por acaso, com o ministro Gil à frente”. Gilberto Gil tomou posse em janeiro de 2003.

Ele ainda lembrou que esteve na Itália há uma semana como convidado para a inauguração de 50 pontos de cultura em Roma. “O Brasil está exportando um conceito de tecnologia com ênfase no envolvimento social e na visão de atendimento às periferias”.

Segundo ele, outro aspecto positivo no comando da pasta foi o reconhecimento como Patrimônio Cultural Brasileiro de elementos da cultura regional como a capoeira, o frevo, o samba de roda e a pintura corporal dos índios.

terça-feira, 29 de julho de 2008

O Teatro Vila Velha, a Cia. Viladança e toda a comunidade da dança em Salvador se alegra com esta homenagem ao mestre Carlos Moraes. É hora de se mobilizar e comparecer à sessão solene marcada para o dia 06 de agosto, na Câmara Municipal, quando ele recebe o título de "Cidadão de Salvador". Participar é a melhor forma de prestigiá-lo. Espalhe a notícia!

"Carlinhos" nasceu no Rio Grande do Sul, onde iniciou seus estudos de dança, e veio para a Bahia em 1971 para dar aulas. Assumiu a direção do Ballet Brasileiro da Bahia e, por uma década viajou com essa companhia. Foi Maître convidado do Balé da Cidade de São Paulo (1979 a 1986) e coreógrafo da Orquestra Afro-bahiana. Realizou diversas montages e remontagens de Ballets Clássicos de repertorio, ballets tradicionais e criou inúmeras coreografias para escolas de dança de Salvador e redores. Participou da fundação do Balé do Teatro Castro Alves, onde foi o primeiro Maître de ballet (1981), tendo sido também coreógrafo e diretor artístico. Recebeu em 1998 a Medalha de Honra ao Mérito do governo do estado por serviços prestados à dança na Bahia. Carlos Moraes é gente do Vila!

Parabéns ao nosso mais novo "conterrâneo"!


- Deixe seu recado pra ele aqui no Blog -

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Conversas Plugadas com L’Oratorio d’Aurélia



Imperdível para quem ama Teatro e Circo, o "Conversas Plugadas" que acontece hoje, às 19 horas, no Foyer do Teatro Castro Alves, traz a atriz Aurélia Thiérrée e o ator e bailarino porto-riquenho Julio Monge, protagonistas do espetáculo L’Oratorio d’Aurélia. Os atores vão falar sobre suas trajetórias, os efeitos e as técnicas de criação utilizados no espetáculo como ilusionismo, elementos mágicos de teatro e circo, cenografia, música, malabarismo e marionetes.

A entrada é franca e a participação deve ser confirmada pelos telefones (71) 3117-4881 e 3117-4882, das 9 às 12h e das 14 às 18h.

No domingo, dia 03 de agosto, às 11 horas, o projeto Domingo no TCA traz o espetáculo L’Oratorio d’Aurélia (O Oratório de Aurélia) a preços simbólicos de R$ 1 a inteira e R$ 0,50 a meia. O espetáculo será reapresentado às 19 horas, na programação normal do teatro, com ingressos a R$ 60 e R$ 30. O Oratório arrancou aplausos e provocou o encantamento das platéias de seis estados na turnê brasileira, que será encerrada em Salvador.

Viladança na Paraíba


Convidada para participar do Festival de Inverno de Campina Grande - na Paraíba, A Cia. Viladança apresenta no dia 01 de agosto, no Teatro Municipal, o espetáculo "Aroeira", da diretora e coreógrafa Cristina Castro com trilha sonora de Milton Nascimento.

Mais antigo festival de inverno do nordeste, o de Campina Grande é um dos mais importantes eventos artístico-culturais do país. Sob direção de Eneida Maracajá, ele reúne anualmente renomados grupos e artistas de dança, teatro e música.
Na programação deste ano, além do Viladança estarão representantes de outros estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Confira: www.festivalcampinagrande.com.br



"Com quantos nós se faz uma árvore?"

quinta-feira, 24 de julho de 2008

A Aclamação do Passeio



Hoje li na coluna "Tempo Presente", do jornalista Levi Vasconcelos para o jornal A Tarde, que o governador Jacques Wagner estaria interessado em voltar a despachar em um dos prédios que serão restaurados pelo programa Monumenta, no centro da cidade. A escolha ficaria entre os lindíssimos Palácio Rio Branco, na praça municipal, e Palácio da Aclamação, na Avenida Sete de Setembro, próximo ao Campo Grande.

É no "quintal" do extenso Palácio da Aclamação que fica o Passeio Público, onde, por sua vez, está localizado o Teatro Vila Velha. Entrando pelos portões do belo parque, vê-se que se trata de lugar ímpar na cidade - um oásis no conurbado e conturbado centro da cidade, com uma vista deliciosa da baía. Mas, apesar de basicamente saneado, o espaço carece de muita atenção e de uma boa reforma que o habilite a desempenhar o papel a que tem potencial: o de verdadeiro PASSEIO PÚBLICO.

O Aclamação passa agora por um plano de reformas que, além de fazê-lo funcionar em boas condições de uso (suas instalações estavam degradadas e os reparos foram levantados em caráter emergencial), vai deixá-lo ainda mais bonito, porque certamente será retocado também na imagem externa.

A conversa que conhecemos aqui no Vila e que eu já sabia desde antes de vir trabalhar aqui é de existirem planos de reforma do Passeio há bastante tempo, nenhum deles executado, porém. Minha torcida é que Wagner se resolva pelo Palácio da Aclamação e isso, naturalmente, se converta em benefícios para o Passeio Público, espaço de todas as pessoas; seu e meu também.

Em tempo: o jornalista comenta em sua coluna que a disposição em voltar para o centro começou exatamente em conversas sobre a degradação da área, que supostamente teria começado a partir da transferência do governo para o CAB, na Paralela.

Agora é esperar pra ver.



O Palácio da Aclamação


O Passeio Público hoje



O Passeio Público ontem.

Imagem do Século XIX (1860), do local onde foi contruído o Vila.

Pode-se ver à direita o obelisco comemorativo à chegada de D. João VI ao Brasil. Hoje ele se encontra em frente ao Palácio, do outro lado da rua.

Bolsas para estudar teatro



Segue uma dica de curso de teatro que NÃO acontece aqui no Vila. Achei bacana postá-lo por conta das bolsas que oferece e, com isso, possibilidades de inclusão profissional no campo em que militamos.



Confira! E se não servir pra você, procure se lembrar de alguém que possa se interessar.



As informações são da divulgação da própria Sitorne.



CURSO DE TEATRO OFERECE BOLSAS DE ESTUDO


Até o dia 15 de agosto, o Sitorne Estúdio de Artes Cênicas estará inscrevendo os novos alunos interessados em se matricular no seu Curso Técnico-Profissionalizante de Formação de Ator, cujas aulas terão início a partir do dia 18 de agosto. Com disciplinas ligadas a técnicas para o corpo, técnicas de voz, improvisação, dramaturgia, interpretação e história do teatro, o curso tem duração de dois anos e prevê a montagem de uma peça de formatura, fazendo com que o aluno, de posse do certificado de conclusão de curso técnico, tenha o direito de requerer ao SATED/BA o atestado de capacitação profissional. E dando continuidade à sua postura de responsabilidade social, este semestre o Sitorne oferecerá quatro bolsas de estudo para alunos carentes, oferecendo a possibilidade de iniciação profissional na área das artes cênicas.


As inscrições para os novos alunos devem ser feitas na sede do Sitorne (Rua Deputado Cunha Bueno, 55, Rio Vermelho), sempre de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h. Os candidatos às bolsas de estudo, que deverão ser maiores de 16 anos, participarão de uma entrevista, onde falarão sobre seu interesse nas artes cênicas e comprovarão a carência de recursos. Maiores informações podem ser conseguidas pelo telefone (71) 3347-7089 ou através do e-mail sitorne@yahoo.com.

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Não se esqueçam!




As inscrições para a Oficina de Técnicas Teatrais d'A Outra estão rolando a todo gás. São 20 vagas para pessoas acima de 16 anos que já tiveram algum contato com teatro. Portanto, CORRA pra garantir seu lugar!

As aulas começam no dia 9 de agosto!

Informações e inscrições aqui no Vila e pelo telefone 3083-4617.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Dois daqui ali - Solos em Cena

Luiz Antônio Jr. e Rita Carelli - dois artistas d'A Outra Companhia de Teatro, grupo residente do Vila - integram o projeto teatral Solos em Cena, em cartaz ali no Teatro Gamboa Nova, vizinho nosso.

O Solos em Cena reúne cinco jovens intérpretes que apresentam cinco monólogos, com base de pesquisa no Teatro Físico e tratando de assuntos diversos. As colegas de cena de nossos amigos são: Flávia Gaudêncio, Líria Morays, Thais Alves e Thais Mennsitieri.

Rita abre as apresentações com performances de curta duração no foyer do teatro. Em seu ato, Luiz propõe uma reflexão sobre a vida das mulheres, ressaltando a violência doméstica e conta que se inspirou em fatos biográficos, observação de pessoas no cotidiano, depoimentos, pesquisas e músicas.

Às sextas e sábados, 20 horas.


Luiz Antônio Jr. solo em cena




Rita Carelli faz solo no foyer

ESTRÉIA HOJE!


Estréia hoje à noite "Fala, Zé!", comédia do ator "global" José de Abreu, que escolheu Salvador - e o Vila - para iniciar sua turnê pelo nordeste.

A peça conta as aventuras e emoções de "Zé", um sessentão que participou de momentos marcantes da história do Brasil, misturando ficção e fatos reais. José de Abreu representa 20 personagens diferentes.

A montagem está há mais de dois anos percorrendo as estradas do país e fica na cidade até o dia 27, de quinta a sábado, às 20h, e domingos, às 19h.



Neste domingo (dia 20), o projeto Tomaladacá realiza um novo encontro nas sedes de seus três territórios: Cine Teatro Plataforma (subúrbio), Colégio Estadual Presidente Costa e Silva (Largo da Madragoa - Ribeira) e Cine Teatro Solar Boa Vista (Engenho Velho de Brotas).

As reuniões acontecem
das 9h às 12h, para promover a troca de experiências entre os grupos residentes do Vila e grupos de artes cênicas de escolas públicas, sindicatos, centros comunitários e bairros de Salvador e municípios próximos, como Lauro de Freitas e Simões Filho.

O projeto
promove aulas, oficinas, workshops, debates, seminários e palestras. Acontecem sempre duas atividades, mostra de parte dos trabalhos dos grupos seguido de debate e orientação artística com profissionais das áreas específicas (dança, interpretação, música etc.). Este é o segundo encontro de uma série que vai durar seis meses.

Está previsto ainda um whorkshop com profissional renomado, que acontecerá no Vila Velha para todos os grupos inscritos no projeto. No último encontro, em dezembro, vamos poder assistir à apresentação do resultado de todo o processo vivenciado.

Ainda dá pra participar! Inscreva seu grupo nas sedes dos territórios
ou pelo e-mail tomaladaca.teatrovilavelha@gmail.com. Depois conte a experiência pr'a gente, aqui no Blog!

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Finalmente!

Depois de muitas ligações e pedidos de interessados, foi marcada - finalmente - uma nova oficina de teatro no Vila. Dessa vez é A Outra Companhia que ministra as aulas "pra quem já fez" oficina antes. Não precisa ser profissional, não; mas zero de conhecimento também não vale!



Interessou? Faça!


Quem já fez oficina aqui no Vila, se pronuncie! Quando fez? Como foi? Vai fazer de novo??

E quem não fez pode começar a campanha por uma oficina para iniciantes. De repente o apelo pega...


segunda-feira, 14 de julho de 2008

Prêmio para Investimento em Cultura



Acompanhando as notícias sobre nossos patrocinadores, soubemos que no final da semana passada a Oi recebeu um Prêmio do Mérito Lojista, uma homenagem promovida pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Bahia com orientação do Sebrae. O Mérito Lojista é considerado o maior prêmio do Varejo, de reconhecimento a performance empresarial no estado. Louvável a iniciativa. Parabéns para a Oi.

Mas, a partir disso, fiquei pensando: por onde anda o reconhecimento às iniciativas de apoio à cultura? Os prêmios e homenagens a quem faz a cultura acontecer?

Sei que não é "essencial", mas seria interessante dar esse destaque às instituições - e pessoas! - que contribuem para o desenvolvimento do setor. Fazer com que, especialmente aqueles que não são do meio, saibam quem é que atua em favor de uma sociedade melhor.

Mas de onde é que poderia vir esse "Prêmio do Mérito Cultural"?

Oficinas BNB




Amanhã à tarde acontece a primeira de uma série de oficinas de elaboração de projetos para o Programa BNB de Cultura 2009. Elas são oferecidas pelo próprio Banco do Nordeste, que conta com uma linha de patrocínio direto a iniciativas de difusão da cultura nordestina. O encontro vai das 14h às 18h, no auditório da Agência Salvador Comércio. A entrada é franca, mas limitada à capacidade do local.

No interior serão realizadas, até o final do mês, mais quatro oficinas na cidades de Paulo Afonso, Irecê, Andaraí e Luís Eduardo Magalhães.

Foi Jeudy Aragão, coordenador administrativo noturno aqui do Vila, quem me passou o texto abaixo, sobre o projeto Lanterninha, que leva sessões de cinema com bons filmes nacionais a escolas públicas de Salvador. A iniciativa é muito bacana, por si só, mas uma coisa a torna melhor ainda: sua possibilidade de semear e estabelecer novos "pontos" para a cultura acontecer. Você vai entender melhor lendo. Depois, diz aí o que achou da idéia.


Cinema e cultura para cinco mil alunos

Projeto exibe filmes, trazendo diretores e atores brasileiros para conversar com alunos na presença de educadores. A meta é motivar o cineclubismo e complementar a educação formal com a forte ferramenta cultural e de identificação do cinema



Complementar a educação formal com a exibição de filmes brasileiros têm sido a prática do Projeto Lanterninha, que, desde o último mês de março, trabalha em nove instituições de ensino da capital baiana. A ação atinge a uma rede de cinco mil alunos. Por semana, mil e quinhentos deles assistem às programações e participam das atividades do projeto.


O Lanterninha já promoveu nove semanas de exibições, distribuídas nos três turnos em todos os nove colégios da rede estadual que integram a iniciativa. Além da projeção dos filmes, o trabalho garante a participação de palestrantes trazidos de várias partes do país. Por semana, duas escolas recebem as projeções especiais com convidados, que incluem representantes dos filmes e educadores.


Os atores Nelson Xavier, Gustavo Falcão, o cantor Riachão, os cineastas João Jardim e José Araripe Jr., além de produtores dos filmes, são alguns dos convidados que participaram do projeto. Eles conversaram, com a presença de educadores, com os alunos das escolas.


Os encontros motivaram grupos e deram sustentação à principal meta do projeto, formar cineclubes para que a prática continue, mesmo após o encerramento das atividades do Lanterninha. Nove cineclubes estão sendo articulados.


Além das sessões e dos debates, o Lanterninha tem amparado o seu trabalho com a distribuição de material gráfico e de uma homepage na internet. São folders, cartazes e postais de divulgação do projeto, além dos fanzines, que são publicações que trazem textos informativos e dão espaço à produção dos alunos.


Na internet, o projeto mantém divulga as suas ações, inclusive com farto registro fotográfico. O endereço do site é www.projetolanterninha.com.br. Com mais esta ação, a coordenadora do projeto, Maria Carolina diz que "o Lanterninha se cercou de todas as maneiras para estabelecer uma rede, através de um trabalho sério e contínuo, que vem apresentando resultados efetivos".


O Projeto Lanterninha tem sido destacado pela imprensa, desde notícias nos periódicos diários, até matérias veiculadas na televisão. Todas citam o pioneirismo e a qualidade da iniciativa. A ação conta com patrocínio da Oi, apoio cultural do Oi Futuro, em parceria com o programa FazCultura do Governo do Estado.


*Os 9 estabelecimentos de ensino integrantes do Projeto Lanterninha:

01. Colégio Central

02. Colégio Estadual Governador Lomanto Júnior

03. Centro Educacional Carneiro Ribeiro (Escola Parque)

04. Colégio Estadual Aliomar Baleeiro

05. Colégio Estadual Manoel Devoto

06. Colégio Estadual Landulfo Alves

07. Colégio Estadual Luis Viana Filho

08. Colégio Estadual Anísio Teixeira

09. Estadual Luiz Tarquino


*Filmes já exibidos pelo projeto (um por semana nas nove instituições, em 3 turnos):

01. Pro Dia Nascer Feliz

02. A Máquina

03. Meninas

04. Samba Riachão

05. Esses Moços

06. Bicho de Sete Cabeças

07. Do Luto à Luta

08. Narradores de Javé

09. O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Dialogus Insolitus



A normalidade da tarde de hoje transcorria sem novidades aqui no Núcleo de Comunicação do Vila, quando eu recebo a ligação de um sujeito com sotaque diferente me perguntando:

- Amigo, é daí que tem informação sobre Lázaro Ramos?

- Quem tá falando? Perguntei. Ele me disse o nome (que eu não lembro mais) e eu continuei, formal como uma central de call-center: "E o que o senhor quer saber, exatamente?".

- Meu amigo, deixa eu te explicar. Eu sou produtor de eventos aqui de João Pessoa, na Paraíba e tô atrás desse "cabra" [sic] aí, que ele tá fazendo show Gospel, tá com cd e dvd evangélico e tudo, e eu quero contratar um show com ele. Aí é o quê? É grupo de teatro, é?!

Eu nem sabia o que dizer. Estava explicando que não quando fui cortado: "E tem alguma coisa com Olodum aí?". Parecia piada. Eu, paciente: "Um dos grupos residentes aqui se chama Bando de Teatro Olodum e o único Lázaro Ramos que tem aqui é o ator quer faz novela na Globo, que já fez parte do Bando, mas que, até aonde eu saiba, não tem nada de cantor Gospel..."

- Não... esse aí eu conheço! É "Foguinho" da novela, n'é?! Não é esse, não... Rapaz, já liguei pra tudo que é lugar, até com a banda Olodum eu já falei e ninguém lá conhece ele.

- Tem certeza que é "Lázaro Ramos"?

- Tenho, ele é famoso aqui!

E ele logo concluiu que se tratava de algum picareta, que se aproveitava do nome do Olodum para fazer fama. Me agradeceu e desligou. Demos umas risadas aqui na sala, é verdade. E eu fiquei elaborando as possibilidades: 1) Vai ver o cara foi suplente de repique no Olodum e ninguém se lembrava mais dele; 2) Ele não se chama Lázaro Ramos; 3) ele é mesmo um picareta.

Bem, pensamos de cara que essa era uma história para o Blog e, antes de vir postar o diálogo aqui, eu resolvi perguntar ao Google. 610 resultados na busca, muitos deles referentes a "Lázaro ex-Olodum". Não demorou para "nossa reportagem" descobrir que o cara existe mesmo, é bem famoso catando música gospel e - VERDADE! - foi vocalista da banda percussiva Olodum. Mas não é "Ramos". É GOMES! Com vários vídeos no youtube e site oficial até. Ele agora é mesmo "de Jesus" e eu achei justo mostrar isso a vocês - astralzão da galera na platéia!



Rolou um groove?!


E se alguém souber do "nosso amigo" da Paraíba, dá um toque pra ele, ok?!

A Companhia Viladança vai começar a distribuir seus informativos. Esse, aí embaixo, é o primeiro deles e fala de suas oficinas fixas para bailarinos profissionais.



Dica do Vila


O diretor do Ballet Corppus, Mário Santana, vai ministrar um Workshop itensivo de Dança Afro no dia 28 de julho no Espaço Xisto Bahia.

As inscrições são até dia 18/07, mas as vagas são limitadas...

Para saber mais, visite: http://www.corppus.blogspot.com

Luz e Beleza


O corredor do Vila está repleto de lanternas penduradas no teto por barbantes, que compõem a parte interativa da exposição "30 Segundos de Luz", do fotógrafo gaúcho Maurício Concatto. Com elas, os visitantes são convidados a iluminar as fotografias dispostas nas paredes, criando novas formas de ver a mesma imagem. A técnica - chamada "Light Painting" - é muito interessante e está circulando o país junto com a peça "Bipolar", em cartaz aqui no Teatro. O prazo pra ver tudo isso é até domingo!

"Bipolar" começa sempre às 20h, com ingressos a R$10 e R$5. Já a exposição pode ser visitada gratuitamente. Hoje, a partir das 14h; sábado e domingo, a partir das 18h.



Tá curioso?!

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Precisamos da sua ajuda!


Um dos cenários do espetáculo "Labirintos" será feito com FILTROS DE CAFÉ USADOS. Você tem? Sabe quem tem? Alguma dica? Por favor, colabore! Não jogue fora o que pode virar arte! Deixe quantos filtros você puder aqui no teatro, nominados ao Grupo Vilavox. Se você não pode trazer, a gente dá um jeito de ir buscar!

Entre em contato com o grupo através do email vilavox@teatrovilavelha.com.br ou do telefone 3083-4616. Ou então, deixe um comentário aqui mesmo.

A recompensa é ajudar uma produção teatral criativa e sem recursos e contribuir diretamente com o nosso projeto! Desde já, muito obrigado!

www.labirintosdovilavox.blogspot.com

Soldado Leão de novo em ação


O sucesso da mostra da Oficina de Performance Negra - com "Bai bai, Pelô", no último dia 30 - foi tão grande, que eles trataram de arrumar outra apresentação. É um sucesso super merecido. Quem conhece o trabalho do grupo, sabe do que estou falando. Não é à toa o êxito dos alunos da Oficina. O Vila lotou para ver a peça, que faz parte da Trilogia do Pelô, junto com "Ó paí, ó" e "Essa é nossa Praia".

A nova encenação acontece no Cine Teatro Plataforma, amanhã e depois (sexta e sábado), às 19h, com ingressos a R$ 2,00. Abaixo, um recorte da peça em vídeo (aumente o som que tá baixinho).





Você pode, inclusive, agendar uma maratona teatral neste fim de semana e escolher, entre hoje e domingo, um dia para vir assistir, aqui no Vila, ao espetáculo "Bipolar" - da companhia Matheus Brusa Dança Contemporânea. Diretamente de Caxias do Sul.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Começa amanhã!

As "Feras do GOM" no Pelô

Olha só a bagunça que a turma do Grupo Oficcina Multimédia aprontou quando esteve aqui em Salvador, no mês passado. Eles foram ao Pelourinho divulgar a apresentação de "Bê-a-Bá BRASIL" no Vila fantasiados com o figurino da peça. O vídeo editado ficou pronto agora e eles mandaram um recado pra gente, no teatro, avisando. Confira!


Agora me diga, o que você pensaria se desse de cara com uma trupe vestida dos mais variados tipos satânicos nas ruas do centro de Salvador?

sexta-feira, 4 de julho de 2008










Pra quem vive se perguntando sobre a programação cultural para crianças em Salvador, o Blog do Vila dá uma dica bacana: o projeto "Lá Dentro da Mata no Pelô". Ele acontece no Largo Tereza Batista, no Pelourinho, durante todo o mês de Julho, sempre aos sábados (dias 05, 12, 19 e 26), das 14 às 17h. A ENTRADA É FRANCA.





O projeto conta com oficinas, brincadeiras, contação de histórias, palestras lúdicas, experiências, teatro de bonecos e o show musical "Lá Dentro da Mata e Outras Histórias". Ótima oportunidade para levar a criançada a um saudável encontro com a cultura, a diversão e a educação, em quatro tardes animadíssimas!




O evento é uma realização do Pelourinho Cultural, IPAC e Governo da Bahia, com o patrocínio da Casa Amorim e apoio da URBE, Três Marias, Coringa e Rede Zoo.




Mais informações no site: www.ladentrodamata.com.br

Estréia hoje!


O grupo baiano Dimenti traz para o Vila o espetáculo BATATA!, que propõe um diálogo entre a obra teatral de Nelson Rodrigues e alguns dos mais inventivos autores baianos contemporâneos. A montagem marca os dez anos de atividades artísticas da companhia e também a conclusão da oficina promovida pelo Dimenti nos últimos meses, trazendo, ao final de cada apresentação, uma ligeira mostra de cenas produzidas pelos participantes. As apresentações acontecem somente neste fim de semana, sempre às 20h.





quinta-feira, 3 de julho de 2008

LABIRINTOS – o blog


O Vilavox andou meio sumido do blog do vila. Se meteu em Labirintos com o diretor Patrick Campbell e em agosto mostra que saída encontrou.

Mas desde já vocês estão convidados a se perder conosco, visitando o blog do mais novo espetáculo do grupo e tendo acesso a fotos, vídeos, depoimentos dos ensaios e do processo de criação e informações sobre os mitos. E quando vier saber um pouco mais sobre a peça, deixe seu comentário e resposta às nossas enquetes pra que a gente também possa saber um pouco mais sobre você!

Visite agora:

www.labirintosdovilavox.blogspot.com


Teseu e o Minotauro duelando nos ensaios
PLENÁRIA MUNICIPAL DO FÓRUM BAIANO DE JUVENTUDE NEGRA


O Fórum Baiano de Juventude Negra convida a Juventude Negra Soteropolitana a participar da sua I Plenária Municipal que ocorrerá no bairro da liberdade, no Colégio Duque de Caxias, amanhã (04/07), a partir das 14h. O evento objetiva ampliar a participação e articulação da juventude negra de Salvador no contexto da sociedade baiana e brasileria. Na ocasião, serão eleitos 40 delegados para a Plenária Estadual do Fórum, que acontece nos dias 11, 12 e 13 de julho, na cidade de Cruz das Almas, e 03 para a Assembléia Nacional, dias 25, 26 e 27 do mesmo mês, no Guarujá, em São Paulo.


Plenária Municipal do Fórum Baiano de Juventude Negra
04 de julho, das 14 às 18 horas
Colégio Estadual Duque de Caxias

Contatos:
Elder Costa: (71) 9958-9592
Carla Akotirene: (71) 8108 - 6339/8854 - 3034
Geovan Adorno: (71) 8721-9265
Vivian Santos: (71) 8143-3097
DJ Branco: (71) 91510631
E-mail: forumbaianodejuventudenegra@yahoogrupos.com.br

Um piano pela estrada



Salvador e Camaçari "serão duas das cidades brasileiras contempladas em 2008, com o projeto 'Um piano pela estrada", do pianista brasileiro Arthur Moreira Lima. O evento é apoiado pelo compositor e antigo Secretario de cultura de Camaçari Ivanildo Antonio da Silva, pelo Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado da Bahia, Cidade do Saber, Governo do Estado da Bahia, em parceria com o Projeto "A Caminho da Ternura”. O projeto se apresentou no aterro de novos alagados - salvador 01/07 às 20h, próxima apresentação será na área verde da Cidade do Saber - Camaçari 05/07 às 19h, com entrada franca ao público.

O projeto "Um piano pela estrada" tem como propósito apresentar a música de concerto aos mais diversos públicos. Na estrada desde 2002, o caminhão baú já fez mais de duzentas apresentações para mais de meio milhão de pessoas. Para conseguir este feito, um baú carroceria que se transforma em palco foi adaptado ao caminhão Scania. A adaptação é concluída em apenas uma hora transformando a carroceria num palco com 45 m² de área de cena.

Até o fim do ano, o pianista pretende cumprir um vasto roteiro, chamado de "Brasil Sertões", no qual fará sessenta concertos nos estados da Bahia, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.
Uma reflexão interessante, retirada do blog da revista MUITO.


Coisas da idade

Tatiana Mendonça

Me deprime um pouco escrever para a Muito, porque sempre entrevisto pessoas incríveis, que fizeram/fazem coisas ótimas e inspiradoras. Quando nossas conversas terminam, eu invariavelmente penso: "Meu Deus, preciso virar logo Caco Barcellos. Ou qualquer espécie de Clarice Lispector".

Devaneios a parte, o que eu queria comentar é como essas pessoas super legais geralmente engasgam na primeira pergunta, quando quero saber que idade têm. "Precisa mesmo ter isso?", "Posso mentir?" e "Prefiro não dizer" são algumas das coisas que costumo ouvir.

A partir disso, fiquei pensando se essa informação é realmente importante. É um padrão jornalistíco apresentar os personagens das matérias com Nome Sobrenome, idade, e minha editora certamente sentiria falta do número depois da vírgula. Mas precisa continuar sendo assim?

Outro dia li uma entrevista com o lutador de vale-tudo Ryan Grace em que ele dizia que essa questão de idade não lhe interessava. Copio o trecho:

Trip - E você está com quantos anos?

Ryan Grace - Xi, esqueci há muito tempo. Faz parte da minha maneira de pensar não falar minha idade. Acredito na força mental, e educar sua mente a repetir sua idade é um grande defeito. Você enquadra uma idade que tira você da perspectiva sem tempo. Eu não tenho problema nenhum em ter nascido em 1959. Mas não sei quantos anos eu tenho. Se você diz que tem 30, 50 anos, fica em uma situação inconsciente de que não pode mais fazer o que você fazia com 15. Prefiro responder a uma atividade de 18 anos, ou de 100 anos. O mais importante é estar pronto! Pronto para ser uma criança, inconseqüente, responsável, para o que a vida te demandar. Senão você começa a se limitar. Eu não tenho problema em envelhecer. Eu estou pronto.

Tendo a simpatizar com essa idéia. É um bom jeito de resolver essa angústa que acomete até quem têm uma boa história para contar do que fizeram das suas vidas. Por outro lado - o outro lado, esse vício jornalístico - não dá para encarar o tempo e lidar bem com ele, admitindo a idade como troféu, seja ela qual for?

Não tenho resposta e o fato é que muito provavelmente vou continuar fazendo a pergunta, ao menos reconhecendo que talvez seja infame.

terça-feira, 1 de julho de 2008

Miss Bahia Gay



É HOJE!

O desfile dos 20 atores transformistas que concorrem ao título de Miss Bahia Gay 2008 acontece hoje à noite no Vila. Eles entram em cena às 21h, em traje de noite, ao comando da espetaculosa Bagageryer Spielberg. O vencedor terá direito a faixa, coroa, cetro, manto, troféu e muitos prêmios. A animação fica por conta de Aloma, de São Paulo, com covers de Diana Ross e Elza Soares, e performances de Sfat e Saratiele.




Miss Bahia Gay - HOJE
21h - Palco Principal do Vila
Ingressos: R$ 25,00