sexta-feira, 28 de janeiro de 2005

OFICINAS VILA VERÃO MOSTRAM A CARA

Neste domingo, às 15:00, acontece a mostra das Oficinas Vila Verão, com a apresentação do trabalho dos alunos que, há três semanas, vêm movimentando a rotina do Vila. Como são umas dez oficinas, com variedades de teatro, música e dança, cada turma terá um pedacinho de tempo (cerca de dez minutos) para fazer uma performance no palco principal. A platéia certamente será formada por amigos, parentes, agregados, aderentes, o povo do Vila e quem mais quiser chegar, porque a entrada é franca.

Para dar um tempero a mais, contaremos com a divertidíssima participação das atrizes Marísia Motta (Companhia Teatro dos Novos) e Cássia Vale (Bando de Teatro Olodum), fazendo as honras da casa na apresentação do evento.

Apareçam!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2005

>> Notícias quentíssimas! <<


Quem acaba de passar por aqui é o rapper MV Bill. Amigo do pessoal do Bando desde um encontro no Rio de Janeiro, o cantor veio conhecer melhor o espaço do Vila onde pretende realizar um pocket show. Numa conversa rápida, em trânsito pelos corredores, ele contou as circunstâncias em que conheceu o Bando e os planos para uma apresentação aqui. Em 2002, o rapper foi agredido por um policial no Rio de Janeiro e os atores do Bando, em turnê na cidade, foram visitá-los num ato de apoio e, como o próprio Bill define, numa demonstração do sentimento de "irmandade". De lá para cá o contato vem se mantendo e agora o cantor pretende se apresentar aqui no Vila em março ou abril deste ano.

Mapa-mundi

Não é que esse negócio de internet funciona? Tem um pessoal que soube das oficinas Vila Verão lá em Rondônia. Além de ficar sabendo, esse duas meninas corajosas enfrentaram três dias e três noites dentro de um ônibus para vir a Salvador em sua estação mais efervescente e fazer as aulas. Iza Rangel e Lucilene Nascimento estão fazendo a oficina Teatro e Movimento para Atores, de Jacyan Castilho. Recebemos com grande felicidade a notícia da chegada dessas "estrangeiras".

As garotas procuraram informações com um amigo aqui em Salvador, responsável pela ponte BA-RO, já que as hospedou aqui na cidade. Elas já atuam na área lá na cidade de Buritis e dizem que a estadia está sendo muito proveitosa e destacam a qualidade dos cursos, a atenção dos profissionais, a troca de idéias com os artistas e outros alunos das oficinas. Para Luciene, "está sendo 100% bom!"
Além do curso, as meninas puderam conferir o trabalho dos artistas do Vila nas peças Cabaré da RRRRRaça, Essa é Nossa Praia e Arlequim, servidor de dois patrões, em cartaz no Amostrão. E, para completar o "tour" pelo Vila, ainda viram de perto como funciona a direção de Marcio Meirelles, que está ensaiando Cartas Abertas, com a Compahia Teatro dos Novos, e O Muro, com o Bando de Teatro Olodum.

Terá sido este o primeiro passo para um intercâmbio com a região norte do país?

Juliana Protásio


sexta-feira, 21 de janeiro de 2005

c o r r e s p o n d ê n c i a


E aí galera do Vila!!!! Só queria dizer que vocês do Vila cumprem um papel fundamental para o desenvolvimento intelectual da
galera de salvador, e que sem vocês e (e outros teatros daqui da cidade), sem vocês isso aqui não seria o berço da cultura que é hoje (na minha opinião, é claro), claro precisa melhorar - e muito - mas fico feliz por vcs já existirem. Toda vez que vou ao Vila tenho uma sensação de liberdade minha imaginação se expande e eu cresço como uma criança em desenvolvimento... Mas é isso aí galera, muita luz para vocês e LENOOOOO bjão tá chikara(sorte) pra você!!

Beijão galera!!

Andreia Batista

--

Danilo Bracchi diz:

- Acho que estou com saudades , volto para Bahia após o carnaval ,será que
conseguirei?

Beijos para todos do Teatro Vila Velha

Os Eleitos



Artistas dos grupos selecionados para participar do O Que Cabe Neste Palco

Hoje tivemos mais uma reunião para fazer os últimos ajustes do O Que Cabe Neste Palco 2005 com os participantes selecionados até agora. Foi um bate-papo bem tranquilo, com poucas dúvidas e acordo imediato com relação às regras do jogo. Veja mais de perto quem são os felizardos que farão parte da programação de março até setembro:



Um brinde de Cafézinho com o pessoal Sem Companhia de Dança


As diretoras Fernanda Júlia, do grupo Nata e
Rita Leone, do Armazém de Idéias


Os Macabéicos, como sempre, delirantes


As caras de felicidade da Usina de Teatro de Salvador

quarta-feira, 19 de janeiro de 2005

O que Cabe Neste Palco 2005

Essa semana fechamos parte da programação do O Que Cabe deste ano. Selecionamos seis das nove peças que estréiam através do projeto, garantindo novidades de março até agosto. Teremos muita comédia, performances experimentais e espetáculos que unem Teatro e Dança. Esse ano, visando estimular o público a conhecer esses novos talentos, os ingressos passam a ter preço único promocional de r$5,00 (menos que a meia!).

Para quem ainda pretende se apresentar em 2005, faremos seleção para os meses de setembro, outubro e novembro. Os interessados podem trazer suas propostas até dia 20 de fevereiro.

Março
Humanos demais - Grupo Macabéicos (Alagoinhas)
Perfil - Grupo Nata (Alagoinhas)

Abril
Mister Holliday - Usina de Teatro de Salvador

Maio
Cafezinho - Sem Companhia de Dança

Junho
Entre a cruz, a espada e a estrada: como nasce o artista sertanejo - Marcelo Benigno (Vitória da Conquista)

Julho
Fando e Liz - Grupo Tabladus do Absurdo

Agosto
Carne - Armazém de Idéias

sexta-feira, 14 de janeiro de 2005

Oficinas agitam o dia-a-dia do Vila

As oficinas Vila Verão começaram essa semana e já estão dando um movimento todo diferente ao teatro. Muita gente circulando, muitos sons, muitas caras novas. Cada um tem um motivo para fazer os cursos, o que torna a diversidade das turmas bastante interessante. E o povo sua! Cada orientador, à sua maneira, tira o couro dos alunos. Mas é para o bem de todos. É divertido!

Dia 30 tem mostra do que este povo está aprontando.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2005

Texto inspirado pelo concerto Andarilho ou Músicos Andarilhos, apresentado pelos pianistas Ricardo Castro e Maria João Pires, juntamente com a cantora Jussara Silveira, o saxofonista Rowney Scott e a atriz Chica Carelli, em dezembro passado.

Andarilho, eu também sou um.

Andamos pela vontade de ser, andamos pela vontade de crescer, pela vontade de morrer, de perecer, entardecer, anoitecer, adormecer, sonhaaar!!! Hoje sinto o isolamento profundo de quem busca, busca, busca, busca! Buscar o que? Buscar a vida, o sol, a sombra, o sombrio, a morte do ser, do ter, do ver.

Entra a noite, vou dormir, e volto a mim. Nos sonhos sou capaz de sofrer, de chorar, de caminhar e me surpreender: assim sou eu, incompreendido (incompreensível), isolado, desolado, mas sempre em busca, busca, busca, busca, buscar o que? Vontade de chorar, tenho muita, mas eu suporto as emoções, pois eu vivo e vivo mesmo.

Enfim, Ricardo, também sou um andarilho.

Carlos de Albuquerque, 22/12/2004.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2005

Hoje ele foi embora. Provocou o mesmo rebuliço que no momento de sua chegada. À sua volta, diversos homens fortes aos berros, levando-o quase acima de suas cabeças. Era preciso arrumar uma posição confortável para sua viagem. A viagem é curta, é verdade, mas todo cuidado é pouco com sua tamanha fragilidade. Impossível não prestar atenção à sua partida: carros parados numa rua estreita, vizinhos a observar. Ele veio, fez sua participação e agora se foi, apesar do nosso desejo de que ficasse. Se bem que não tínhamos nem como acomodá-lo em nossas instalações. Ele tinha mesmo que retornar à sua morada, mesmo que lá não existam as melhores condições para que se mantenha bem cuidado e passe maior parte do tempo calado. Aqui ele foi bastante ouvido, mesmo nas horas vagas. Não faltaram mãos habilidosas para tocá-lo. O tempo em que permaneceu por aqui foi bastante apreciado. Mas agora ele, o piano de cauda, partiu.

Juliana Protásio

quinta-feira, 6 de janeiro de 2005

é HOOOOOOOOJE!


Telma Souza, Érico Brás e Valdinéia Soriano por Márcio Lima


Começa hoje à noite o Amostrão Vila Verão! Em cartaz somente peças hilárias, buliçosas e populares. A programação começa com Cabaré da RRRRRaça, do Bando de Teatro Olodum. Tem na quinta e na sexta até o final do mês. Só não tem no dia 13, que é lavagem do Bomfim e a galera se joga no reggae e aí...

No sábado, o Bando continua em cena com Essa é Nossa Praia. É, aquele mesmo de 1990, só que diferente. Com caras novas, um tom novo. O Pelourinho mudou muito de lá pra cá, mas vale a lembrança. E remontagem ganha um sabor diferente, né?

Domingo os holofotes se voltam para A Outra Companhia de Teatro. Elogiado à boca pequena por alguns críticos locais, o Arlequim Servidor de Dois Patrões volta a cartaz para uma nova temporada de riso.

Segunda o pessoal do teatro "descansa" (quem trabalha aqui dentro sabe que isso é uma grande piada, hahahaha!) e o show continua na terça, com as simpáticas senhoras do Vivavós, com a sua Rodovia do Samba, a fazer uma viagem por canções que embalam diversas gerações.

Para completar a programação de janeiro, quarta-feira o chorinho está de volta ao nosso final de tarde, com a Roda de Choro.

É isso então. Só um lembrete: nossos ingressos agora custam R$ 14,00 (inteira) e R$7,00 (meia), mas o Passaporte do Vila continua mantendo o mesmo esquema de R$ 25. Confira nossa promoção!


Juliana Protásio

terça-feira, 4 de janeiro de 2005

O QUE CABE NESTE PALCO - 2005

(( > Atenção artistas! < ))

Esta é a oportunidade para aquele seu brilhante projeto de espetáculo escapar do fatídico destino do fundo da gaveta. Até o dia 15 de janeiro, a coordenação do projeto O Que Cabe Neste Palco estará recebendo propostas para a realização de montagens inéditas no primeiro semestre deste ano. Os espetáculos selecionados serão apresentados no Cabaré dos Novos, contando com apoio de toda equipe técnica do Vila e com uma pauta de valor diferenciado.

Traga seu material para nós avaliarmos!

Teatro Vila Velha
Av. Sete de Setembro - s/n
Passeio Público - Campo Grande
CEP 40.080.570
(entrada próxima ao Hotel da Bahia)

Dúvidas?
Tel: 336-1384
exu@teatrovilavelha.com.br

segunda-feira, 3 de janeiro de 2005

Nunca é tarde para registrar



Antes mesmo do ano terminar, quem esteve por aqui foi o "ministrartista" Gilberto Gil, que participou conosco de um almoço de confraternização. Era uma segunda-feira (27/12/04), muita gente vestida de branco. O motivo da visita foi a assinatura de um convênio com o Ministério da Cultura, que no primeiro trimestre desse ano vai garantir uma série de obras de restauração e manutenção aqui no Vila. A Secretaria de Cultura e Turismo também vai dar um reforço na verba.



O almoço foi massa, marcado por uma descontração festiva que é bem a cara do Vilae parecia que o clima de verão invadia o teatro pelas janelas. Com um discurso informal e cheio de poesia, o ministro fez questão de ressaltar a importância do Vila para a vida artística de Salvador e para sua própria carreira. "Sem o Vila, não existiria Gilberto Gil", ele disse. Além dele, estavam aqui outras autoridades na área cultural, como Juca Ferreira e o presidente da FUNCEB, Armindo Bião.
Muita gente veio ver o ministro e participar da confraternização

Os artistas presentes eram muitos. Tinha o povo da casa, como os Novos Novos, o Viladança, o Bando, o Vilavox e os agregados, mas também uns "importados", como os pianistas Ricardo Castro e Maria João Pires, que encerraram a programação do ano passado com um concerto especial aqui no teatro.



A alegria dos Novos Novos com as coordenadoras Débora Landim e Valdinéia Soriano (esq.), enquanto
Ricardo Castro e Maria João Pires apreciam a culinária brasileira, ao lado da amiga Cacilda Povoas (dir.)
Foi um acontecimento com boas notícias para fechar 2004 e entrar em 2005 com os caminhos abertos. A alegria e a fartura marcaram presença, numa comemoração de dar água na boca!


Sorrisos de todo jeito: Débora Landim, Gustavo Libório (administrador do Vila) e Leno, como sempre...


Texto: Juliana Protásio
Fotos: Camilo Fróes


c o r r e s p o n d ê n c i a


Algumas mensagens que recebemos nos últimos dias


"Que DEUS ilumine a todos nós. Um ano de muita paz e saúde e o que desejo a todos meus amigos e seus familiares

Lígia"

---

"Parabenizo toda a equipe do Vila e agradeço toda gentileza de manter seus espectadores bem informados, desejo que 2005 venha cheio de realizações para toda equipe do teatro e que continuem me enviando o e-mail informativo e descontos nas apresentações, pois ñ desperdicei nenhum convinte.

FELIZ 2005!!!!!

ADEILMA RIBEIRO"